Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.882,20
    -1.831,25 (-1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.904,00
    -294,94 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,70
    +1,33 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.969,80
    -10,50 (-0,53%)
     
  • Bitcoin USD

    28.535,17
    -21,26 (-0,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    621,79
    +7,58 (+1,23%)
     
  • S&P500

    4.109,31
    +58,48 (+1,44%)
     
  • DOW JONES

    33.274,15
    +415,12 (+1,26%)
     
  • FTSE

    7.631,74
    +11,31 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    20.400,11
    +90,98 (+0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.041,48
    +258,55 (+0,93%)
     
  • NASDAQ

    13.308,00
    +226,00 (+1,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4892
    -0,0664 (-1,20%)
     

Wall St hesita com salto de Nvidia e temores com juros

.

(Reuters) - Os principais índices de ações de Wall Street abriram em alta nesta quinta-feira, mas devolveram parte do movimento e operavam mistos, uma vez que o avanço das ações de fabricantes de chips após forte projeção de vendas da Nvidia contrabalançava temores de que o Federal Reserve continue elevando os juros por mais tempo.

A Nvidia saltava 13,3%, para uma máxima de mais de 10 meses, depois que a empresa de design de chips estimou vendas trimestrais acima do que o mercado esperava e relatou um aumento no uso de seus chips para alimentar serviços de inteligência artificial, como chatbots.

Outros fabricantes de chips, como Broadcom, Qualcomm, Intel e Advanced Micro Devices, também subiam.

No entanto, essa influência setorial era limitada pela divulgação de queda inesperada nos pedidos de auxílio-desemprego na semana passada nos Estados Unidos, o que continuava a sinalizar condições persistentemente apertadas do mercado de trabalho norte-americano.

Um relatório separado confirmou que a economia dos EUA cresceu de forma sólida no quarto trimestre de 2022, embora grande parte do aumento na produção tenha vindo do acúmulo de estoques nas empresas.

O Produto Interno Bruto (PIB) do país aumentou a uma taxa anualizada de 2,7% no último trimestre do ano passado, disse o governo em sua segunda estimativa do PIB do quarto trimestre. Economistas projetavam alta de 2,9%.

Às 13:16 (de Brasília), o índice S&P 500 operava estável, a 3.991,17 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,15%, a 32.995,50 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,12%, a 11.493,77 pontos.

Depois de um janeiro forte, os mercados de ações entraram em uma fase volátil neste mês, já que os sinais de uma economia resistente e comentários agressivos de autoridades do banco central norte-americano alimentaram os temores de mais aumentos de juros.

(Reportagem de Johann M Cherian e Sruthi Shankar, em Bengaluru)