Mercado fechado

Wall St fecha em queda após dados da vacina da J&J; efeito GameStop pesa

Chuck Mikolajczak
·2 minuto de leitura
Operadores no pregão da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE)

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos caíram nesta sexta-feira, fechando a pior semana desde outubro, com investidores avaliando desdobramentos dos resultados de testes da vacina da Johnson & Johnson contra a Covid-19, enquanto um impasse entre fundos hedge de Wall Street e pequenos investidores de varejo adicionou volatilidade.

As ações da Johnson & Johnson recuaram 3,56% e exerceram uma das maiores influências negativas tanto no Dow Jones quanto no S&P 500, depois que a farmacêutica disse que sua vacina de dose única tinha eficácia de 72% na prevenção à Covid-19 nos Estados Unidos, com um taxa inferior, de 66%, em âmbito global.

O resultado se compara desfavoravelmente ao alto nível de eficácia registrado pelas duas vacinas autorizadas da Pfizer Inc/BioNTech SE e da Moderna Inc, que foram cerca de 95% eficazes na prevenção de doenças sintomáticas em ensaios principais quando administradas em duas doses. As ações da Moderna subiram 8,53%, enquanto as ações da Pfizer subiram 0,11%.

As preocupações em torno de um "short squeeze", que começou no início desta semana, ressurgiram depois que um exército de investidores de varejo voltou a negociar ações como GameStop Corp e Koss Corp, que dispararam depois que corretoras como Robinhood suspenderam algumas das restrições que haviam colocado para negociação destes papéis.

"Short squeeze" é a súbita reversão de posições vendidas (que apostam em queda nos preços de um ativo). Nesta semana, Wall St sofreu um baque com "short squeeze" em ações como as da GameStop, à medida que investidores buscavam conter perdas nessas posições vendidas diante da disparada dos papéis. Para levantar recursos para conter as perdas, investidores venderam ações de outros papéis, o que pressionou o mercado de ações em geral

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos disse que estava monitorando de perto qualquer delito em potencial, tanto para corretoras quanto para traders de redes sociais.

O Dow Jones Industrial Average caiu 2,03%, para 29.982,62 pontos, o S&P 500 perdeu 1,93%, para 3.714,24 pontos, e o Nasdaq desvalorizou-se 2%, para 13.070,70 pontos.

Todos os três índices sofreram a maior perda semanal desde o fim de outubro, com o Dow Jones recuando 3,28%, o S&P, 3,31%, e o Nasdaq, 3,49%. No mês, o Dow Jones recuou 2,04%, o S&P recuou 1,12% e o Nasdaq valorizou-se 1,42%.