Mercado fechado

Dow Jones tem maior alta desde 2009 com investidor em busca de barganha após tombo recente

Por Noel Randewich

Por Noel Randewich

(Reuters) - O índice Dow Jones saltou mais de 5% no fechamento desta segunda-feira, enquanto S&P 500 e Nasdaq subiram mais de 4% cada, em uma grande recuperação após a forte onda de vendas da semana passada provocada por temores sobre o coronavírus.

O mercado ampliou os ganhos nos minutos finais da sessão, o que levou o Dow a cravar a maior alta percentual diária desde 2009. S&P 500 e Nasdaq tiveram o melhor dia desde dezembro de 2018.

A recuperação ocorreu após a pior semana do mercado de ações dos EUA desde a crise financeira de 2008, que afundou os índices em território de correção na quinta-feira devido aos temores de uma recessão resultante da epidemia.

O S&P 500 ainda está 8,7% abaixo do seu recorde histórico de 19 de fevereiro. Muitos investidores consideram que o índice permanece em território de correção até voltar aos picos.

Apple saltou 9,3%, maior alta percentual diária desde 2008. A fabricante de iPhone ainda está quase 9% abaixo da máxima recorde de 12 de fevereiro.

"Podemos evitar uma desaceleração econômica, mas se ela começar a afetar a capacidade das empresas de pagar suas dívidas, isso criará problemas mais profundos. Mas me parece que os bancos centrais estão empunhando armas para encontrar uma maneira de proteger os mercados de crédito da incerteza econômica", disse Jack Ablin, diretor de investimentos da Cresset Wealth Advisors em Chicago.

Operadores veem 100% de chance de um corte de 50 pontos-base no juro na reunião de março do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), de acordo com a ferramenta FedWatch, do CME Group.

O Dow Jones saltou 5,09%, terminando em 26.703,32 pontos, enquanto o S&P 500 subiu 4,60%, para 3.090,23 pontos. O Nasdaq aumentou 4,49%, para 8.952,17 pontos.

O dia foi de forte volume de negócios nas bolsas dos EUA, com 14 bilhões de ações trocando de mãos, em comparação com uma média de 9,5 bilhões de ações nos últimos 20 dias.