Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.541,61
    +704,39 (+2,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Wall St fecha em alta após depoimento de Powell amenizar preocupações de investidores

·1 min de leitura
Operadores na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), 10 de janeiro de 2022. REUTERS/Brendan McDermid

Por Sinéad Carew

(Reuters) - Os índices de ações dos Estados Unidos ganharam terreno nesta terça-feira, com o Nasdaq liderando o avanço, conforme investidores pareceram aliviados pela leitura de que o depoimento do chair do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), Jerome Powell, ao Congresso não trouxe grandes surpresas.

Em audiência no Senado que sinalizou sua provável confirmação em um segundo mandato como chefe do Fed, Powell disse que o banco central está determinado a garantir que a inflação alta não se torne "arraigada".

Mas ele acrescentou que, em vez de diminuir o crescimento do emprego, um aperto da política monetária é necessário para manter a expansão econômica.

Depois de cair 1% mais cedo, o setor de tecnologia, sensível à taxa de juros, se recuperou e puxou consigo os índices mais amplos. O Nasdaq, com grande peso de papéis de empresas de tecnologia, fechou em alta de 1,4%, seu maior ganho diário até agora neste ano.

Os comentários de Powell provavelmente tranquilizaram investidores de que o Fed não priorizará a redução da inflação acima de tudo, inclusive empregos, disse Shawn Cruz, gestor sênior na TD Ameritrade em Chicago.

"A preocupação inicial era que o Fed atrapalhasse o ritmo da recuperação", afirmou Cruz. Mas a conclusão de investidores sobre o depoimento desta terça-feira foi que "ele não vai só tentar esmagar a inflação sem se preocupar com os outros efeitos que podem ter sobre a economia".

O índice S&P 500 fechou em alta de 0,92%, a 4.713,07 pontos. O Dow Jones subiu 0,51%, a 36.252,02 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançou 1,41%, a 15.153,45 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos