Mercado fechado
  • BOVESPA

    96.582,16
    +1.213,40 (+1,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.801,37
    -592,34 (-1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    36,36
    +0,19 (+0,53%)
     
  • OURO

    1.868,80
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    13.594,41
    +163,73 (+1,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    266,61
    +23,93 (+9,86%)
     
  • S&P500

    3.310,11
    +39,08 (+1,19%)
     
  • DOW JONES

    26.659,11
    +139,16 (+0,52%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.586,60
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    23.203,75
    -128,19 (-0,55%)
     
  • NASDAQ

    11.187,00
    -155,75 (-1,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7458
    +0,0002 (+0,00%)
     

Wall St fecha em alta com esperança sobre acordo de estímulo parcial

Por Caroline Valetkevitch
·2 minutos de leitura

Por Caroline Valetkevitch

(Reuters) - Os mercados de ações dos Estados Unidos encerraram em forte alta nesta quarta-feira, com investidores recuperando o otimismo de que pelo menos um acordo parcial sobre mais estímulos fiscais nos EUA possa acontecer.

Ainda na terça-feira, após suspender abruptamente as negociações sobre um abrangente projeto de lei de alívio aos efeitos do coronavírus, o presidente Donald Trump pediu ao Congresso que aprovasse uma série de projetos de lei menores e independentes que incluiriam um pacote de socorro para a indústria aérea, fortemente atingida pela crise do coronavírus.

As ações das companhias do setor se valorizaram, e os papéis da United Airlines subiram 4,3%.

"O único motivo de nossa queda ontem foi o tuíte do presidente Trump, sobre o qual ele voltou atrás ontem à noite. É por isso que o mercado inicou mais forte e continuou mais forte. Acho que há grandes expectativas de que algum tipo de acordo de estímulo vá ocorrer mais cedo ou mais tarde ", disse Michael James, diretor-gerente de negociação de ações da Wedbush Securities em Los Angeles.

Funcionários de alto escalão da Casa Branca minimizaram a possibilidade de mais alívio aos efeitos do coronavírus, enquanto a presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, criticou Trump por se afastar das negociações sobre um acordo abrangente.

Os índices mantiveram os ganhos depois que o Federal Reserve divulgou a ata de sua última reunião de política monetária. A ata mostrou que os membros do comitê do Fed que define a taxa de juros se dividiram em setembro sobre como aplicar seus novos princípios dentro do arcabouço da política monetária acertado em agosto.

O Dow Jones Industrial Average subiu 1,91%, para 28.303,46 pontos, o S&P 500 ganhou 1,74%, para 3.419,45 pontos, e o Nasdaq teve alta de 1,88%, para 11.364,60 pontos.