Mercado fechado

Wall St tem forte queda com investidor absorvendo mensagem dura do Fed

Trader trabalha no pregão da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) em Manhattan, 13 de setembro de 2022. REUTERS/Andrew Kelly

Por David French

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street oscilaram antes de despencarem nos últimos 30 minutos de negociação desta quarta-feira, com investidores digerindo outro superaumento de juros pelo Federal Reserve e seu compromisso de manter as altas em 2023 para combater a inflação.

Os três índices de referência terminaram em queda de mais de 1,7%, com o Dow Jones registrando seu menor fechamento desde 17 de junho. O Nasdaq e o S&P 500, respectivamente, ficaram em seu ponto mais baixo desde 1º de julho e 30 de junho.

Ao fim de sua reunião de dois dias, o Fed elevou sua taxa básica de juros em 75 pontos-base pela terceira vez, para uma faixa de 3,00 a 3,25%. A maioria dos participantes do mercado esperava tal aumento, com apenas 21% de chance de acréscimo de 100 pontos-base embutida em contratos futuros.

No entanto, os formuladores de política monetária também sinalizaram altas maiores em novas projeções, mostrando a taxa básica de juros em 4,40% até o fim deste ano, antes de atingir 4,60% em 2023 --patamares superiores às projeções de junho de 3,4% e 3,8%, respectivamente.

Cortes de juros não estão previstos até 2024, acrescentou o banco central, frustrando qualquer expectativa de investidores de que o Fed previsse o controle da inflação no curto prazo. A medida de inflação preferida do Fed agora deve voltar lentamente à sua meta de 2% em 2025.

Em coletiva de imprensa, o chair do Fed, Jerome Powell, disse que as autoridades do banco central dos EUA estão "fortemente determinadas" a reduzir a inflação dos níveis mais altos em quatro décadas e "continuarão assim até que o trabalho esteja concluído", processo que, repetiu ele, não chegará sem dor.

"O chair Powell deu uma mensagem sóbria. Ele afirmou que ninguém sabe se haverá uma recessão ou quão severa e que alcançar um pouso suave sempre foi difícil", disse Yung-Yu Ma, estrategista-chefe de investimentos da BMO Wealth Management.

Os juros mais altos e a batalha contra a inflação também estão afetando a economia dos EUA, com as projeções do Fed mostrando crescimento de apenas 0,2% neste ano e de 1,2% em 2023.

"Os mercados já estavam preparados para alguma dureza, com base em dados de inflação e comentários recentes", disse Ma, da BMO.

"Mas é sempre interessante ver como o mercado reage à mensagem. O tom firme era esperado, mas enquanto alguns no mercado se confortam com isso, outros assumem a posição de vender."

O índice S&P 500 fechou em queda de 1,71%, a 3.789,93 pontos. O Dow Jones caiu 1,70%, a 30.183,78 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 1,79%, a 11.220,19 pontos.