Mercado fechará em 8 mins
  • BOVESPA

    107.987,83
    +738,79 (+0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.618,04
    -460,66 (-0,90%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,38
    -1,08 (-1,51%)
     
  • OURO

    1.810,10
    +8,60 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    17.151,66
    -46,86 (-0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    403,73
    -2,51 (-0,62%)
     
  • S&P500

    3.962,17
    -1,34 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    33.712,27
    -69,21 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.476,63
    +4,46 (+0,06%)
     
  • HANG SENG

    19.900,87
    +450,64 (+2,32%)
     
  • NIKKEI

    27.901,01
    +326,58 (+1,18%)
     
  • NASDAQ

    11.662,25
    +16,75 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5341
    +0,0335 (+0,61%)
     

Wall Street começa 4° trimestre com fortes ganhos

Operadores trabalham no salão da Bolsa de Valores de Nova York

Por Echo Wang

(Reuters) - Os três principais índices de Wall Street encerraram com ganhos superiores a 2% nesta segunda-feira com os rendimentos dos Treasuries em queda imposta por dados de atividade industrial dos EUA mais fracos do que o esperado, o que elevou o apelo das ações no início do último trimestre.

O S&P 500 teve alta de 2,59%, a 3.678,43 pontos. O Dow Jones subiu 2,66%, a 29.490,89 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançou 2,27%, a 10.815,44 pontos.

Todos os 11 principais setores do índice S&P 500 avançaram para território positivo e energia obteve os maiores ganhos.

Empresas de megacapitalização de crescimento e de tecnologia como Apple e Microsoft subiram mais de 3%, respectivamente, enquanto os bancos tiveram alta de 3%.Dados mostraram que a atividade industrial acelerou em seu ritmo mais lento em quase 2 anos e meio em setembro, com a contração de novos pedidos, provavelmente porque o aumento da taxa de juros para controlar a inflação esfriou a demanda por bens. [nZON006H1P]"O fluxo de dados econômicos realmente veio pior do que o esperado. De uma forma muito contra-intuitiva que provavelmente representa uma boa notícia para os mercados de ações", disse Art Hogan, estrategista-chefe de mercado da B. Riley Wealth em Boston. "(Ainda que) bons dados econômicos e leituras fortes tenham sido um catalisador para as vendas, esta é a primeira vez que realmente vimos algumas notícias negativas serem um catalisador."