Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.922,89
    -1.058,64 (-1,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.925,61
    -580,09 (-1,10%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,29
    -0,35 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.984,80
    +2,00 (+0,10%)
     
  • Bitcoin USD

    27.934,75
    +178,21 (+0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    605,98
    +6,31 (+1,05%)
     
  • S&P500

    3.951,57
    +34,93 (+0,89%)
     
  • DOW JONES

    32.244,58
    +382,60 (+1,20%)
     
  • FTSE

    7.403,85
    +68,45 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    19.140,04
    +139,33 (+0,73%)
     
  • NIKKEI

    26.945,67
    -388,12 (-1,42%)
     
  • NASDAQ

    12.696,25
    +7,75 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6214
    -0,0010 (-0,02%)
     

Wall St cai com queda de bancos compensando menor nervosismo com alta de juros

Bolsa de Valores NYSE

Por Amruta Khandekar e Shristi Achar A

(Reuters) - Os índices de ações dos Estados Unidos caíam nesta sexta-feira mais cedo, com as ações dos bancos ampliando sua queda depois que esforços do SVB Financial para levantar capital alimentaram preocupações sobre a saúde do setor bancário, enquanto sinais de um esfriamento do mercado de trabalho diminuíram o nervosismo com o aumento dos juros.

O índice Dow Jones, no entanto, registrava certa recuperação no início desta tarde.

Os principais índices de Wall Street registraram perdas acentuadas na sessão anterior, depois que a venda de ações do SVB Financial Group, focado em startups, eliminou mais de 80 bilhões de dólares em valor das ações do banco.

A negociação de ações do SVB, cujos esforços para arrecadar dinheiro falharam, de acordo com um relatório da CNBC, foi interrompida na sexta-feira, depois que os papéis caíram mais de 40% antes do sino de negociação. O banco está em negociações para venda, acrescentou o relatório.

Entre os principais setores do S&P 500, o financeiro caía 2,8%, enquanto o subíndice bancário recuava 4,2%.

A abertura de vagas fora do setor agrícola norte-americano totalizou 311 mil empregos no mês passado, mostrou relatório do Departamento do Trabalho nesta sexta-feira. Economistas consultados pela Reuters previam abertura de 205 mil empregos.

Apesar da forte criação de empregos, houve arrefecimento na taxa mensal de aumento dos salários, enquanto o desemprego subiu em relação a janeiro.

Os traders agora precificam uma chance de 28% de um aumento de 50 pontos-base do Fed neste mês, em comparação com uma chance de 50% antes da divulgação dos números.

Um relatório separado na quinta-feira mostrou um aumento acentuado nos pedidos de auxílio-desemprego, o que também aumentou as esperanças de que o Fed suavize sua postura de política monetária.

"O número principal (folhas de pagamento) superou as expectativas, mas os detalhes são muito mais importantes e talvez encorajadores para aqueles que pensam que o Fed não precisa fazer um aumento de 50 pontos-base", disse Brian Jacobsen, estrategista sênior de investimentos da Allspring. Investimentos Globais.

"Não há muitas evidências de que os salários estejam saindo de controle. Isso significa que talvez o Fed se sinta confortável fazendo 25 pontos-base em sua próxima reunião."

Todos os três principais índices dos EUA caminhavam para perdas semanais, após o presidente do Fed, Jerome Powell, no início desta semana, deixar aberta a possibilidade de um aumento grande de juros na reunião de março do Fed, depois que o banco central reduziu o tamanho do aperto no mês passado.

Às 13:07 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,13%, a 32.295,35 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,16%, a 3.911,98 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,83%, a 11.243,83 pontos.

(Por Shristi Achar A)