Mercado abrirá em 1 h 15 min
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,38 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,20
    +1,09 (+1,24%)
     
  • OURO

    1.785,20
    +8,50 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    23.496,39
    -268,27 (-1,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    559,00
    -13,81 (-2,41%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,69 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.515,07
    -0,68 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    -158,54 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.514,25
    +21,00 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2644
    +0,0052 (+0,10%)
     

Wall St cai após alerta do Walmart pressionar ações de varejo

Fachada da Bolsa de Valores de Nova York

Por Shreyashi Sanyal e Aniruddha Ghosh

(Reuters) - Os índices de ações dos Estados Unidos caíam nesta terça-feira, após alerta de lucro do Walmart aumentar temores no setor de varejo de que os consumidores estão cortando gastos discricionários diante da inflação mais alta em décadas.

Às 12:03 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,75%, a 3.936,92 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,23%, a 31.916,25 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 1,39%, a 11.619,40 pontos.

As ações do Walmart Inc despencavam 8,7%, enquanto Target e Amazon.com recuavam cerca de 3,0% cada, com a gigante do varejo online exercendo a maior pressão sobre o índice Nasdaq.

"Isso é o que normalmente acontece quando a inflação está tão alta ou quando os consumidores estão tendo problemas para pagar suas contas", disse Eugenio J. Aleman, economista-chefe da Raymond James.

"As pessoas começam a ficar muito exigentes no consumo, então basicamente reduzem as compras de itens discricionários em prol das necessidades."

Entre os dados macro, a confiança do consumidor dos Estados Unidos caiu pelo terceiro mês consecutivo em julho, em meio a preocupações persistentes sobre a inflação mais alta e juros crescentes, apontando uma expansão econômica mais lenta no início do terceiro trimestre.

O índice de consumo discricionário do S&P 500 cedia 1,9%, liderando as quedas setoriais. O índice de varejo do S&P 500 perdia 2,7%.

Junto com a inflação alta, um dólar mais forte também deve pesar sobre os lucros das empresas com operações globais em expansão.

O mercado segue com as atenções voltadas para a decisão de política monetária nos EUA. A expectativa é que o Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) eleve o juro básico em 75 pontos-base na quarta-feira. O anúncio será seguido por coletiva de imprensa liderada pelo chair do Fed, Jerome Powell.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos