Mercado abrirá em 6 h 41 min
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,09
    +1,52 (+1,39%)
     
  • OURO

    1.828,20
    +3,40 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    20.825,29
    -375,17 (-1,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    453,18
    -8,61 (-1,87%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.136,19
    -93,33 (-0,42%)
     
  • NIKKEI

    27.017,01
    +145,74 (+0,54%)
     
  • NASDAQ

    12.094,00
    +53,50 (+0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5405
    -0,0036 (-0,06%)
     

Operadores reduzem apostas em altas de juros e Wall Street avança

Fachada da Bolsa de Valores de Nova York

Por Sruthi Shankar e Anisha Sircar

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street subiam mais de 1% nesta sexta-feira conforme sinais de desaceleração do crescimento econômico e a queda dos preços das commodities diminuíam as expectativas sobre quanto o Federal Reserve aumentará a taxa de juros para conter a inflação.

Os mercados financeiros globais foram afetados neste mês por preocupações de que altas rápidas dos juros pelos principais bancos centrais possam causar uma recessão, com o índice de referência S&P 500 confirmando mercado de baixa na semana passada ao registrar queda de 20% ante pico de fechamento de janeiro.

Nesta sexta-feira os três principais índices devem registrar o primeiro ganho semanal em quatro, impulsionados por ações de crescimento de megacapitalização e setores defensivos como saúde e de serviços públicos, considerados mais seguros durante momentos de incerteza econômica.

Dados de quinta-feira mostraram que a atividade empresarial dos EUA desacelerou consideravelmente em junho, levando os investidores a reduzir as apostas sobre o pico dos juros e mesmo a antecipar suas apostas sobre o momento de cortes.

A queda dos preços de commodities esta semana também aliviou preocupações com a inflação aquecida, com os preços do cobre caminhando para a maior queda semanal em um ano e o petróleo apontando o segundo declínio semanal.

Todos os principais setores do S&P 500 subiam nesta sessão, liderados por ações de tecnologia e serviços de comunicação com salto de 2%.

Apple Inc e Tesla avançavam 1,9% e 3,1% respectivamente, com os rendimentos dos Treasuries rondando os menores patamares em duas semanas atingidos na quinta-feira.

Às 11:35 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 1,89%, a 31.256,90 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 2,26%, a 3.881,59 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 2,62%, a 11.526,92 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos