Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.202,43
    +1.551,38 (+1,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.806,84
    +565,03 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,51
    +1,01 (+1,12%)
     
  • OURO

    1.787,80
    -6,20 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    23.677,36
    +574,97 (+2,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    558,15
    +26,93 (+5,07%)
     
  • S&P500

    4.210,24
    +87,77 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,10 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.507,11
    +18,96 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    19.610,84
    -392,60 (-1,96%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.388,00
    +356,50 (+2,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2360
    +0,0033 (+0,06%)
     

Wall St abre 2° semestre com perdas em meio a preocupações sobre crescimento econômico

Fachada da Bolsa de Valores de Nova York

Por Amruta Khandekar

(Reuters) - Wall Street começou o segundo semestre do ano em tom negativo nesta sexta-feira, com investidores preocupados com as ameaças que a determinação do Federal Reserve no combate à inflação pode representar para o crescimento econômico.

À medida que a era da ampla liquidez chega ao fim e um ciclo de taxas de juros mais altas se estabelece, investidores venderam ações durante grande parte do ano, levando o S&P 500 a marcar seu pior primeiro semestre desde 1970 na quinta-feira.

"O primeiro semestre foi muito feio. Portanto, as expectativas seriam de que deveríamos nos estabelecer aqui", disse Joe Saluzzi, co-gerente de operações da Themis Trading.

"As pessoas esperam que tenhamos um segundo semestre melhor, mas a prova estará nos números, e a primeira coisa que as pessoas procurarão saber é quão ruins serão os balanços corporativos."

Apesar de sinais de desaceleração do crescimento, autoridades do Federal Reserve vêm defendendo um segundo aumento de 0,75 ponto percentual nos juros em julho.

"A confiança dos investidores está evaporando agora. O Fed está dizendo que vai aumentar os juros, e se eles querem a inflação controlada, a economia vai passar por alguma dor no curto prazo e nos próximos pelo menos seis a 12 meses", disse Kunal Sawhney, presidente-executivo da empresa de pesquisa Kalkine.

Às 12:11 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,45%, a 3.768,42 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,37%, a 30.662,20 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,47%, a 10.977,31 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos