Mercado abrirá em 6 h 10 min
  • BOVESPA

    108.714,55
    +2.418,37 (+2,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.833,80
    -55,86 (-0,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,62
    -0,14 (-0,17%)
     
  • OURO

    1.804,80
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    62.443,22
    +440,54 (+0,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.501,56
    +1.258,88 (+518,74%)
     
  • S&P500

    4.566,48
    +21,58 (+0,47%)
     
  • DOW JONES

    35.741,15
    +64,13 (+0,18%)
     
  • FTSE

    7.222,82
    +18,27 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    26.025,55
    -106,48 (-0,41%)
     
  • NIKKEI

    29.154,43
    +554,02 (+1,94%)
     
  • NASDAQ

    15.572,00
    +76,25 (+0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4312
    -0,0051 (-0,08%)
     

Wagner Leonardo engata maior sequência de jogos pelo Santos

·1 minuto de leitura


Com problemas na parte defensiva - muitos atletas lesionados -, um jogador aproveitou a oportunidade e se consolidou no setor santista nos últimos tempos: Wagner Leonardo. Após voltar de empréstimo do Náutico, o zagueiro não disputou apenas uma partida, o clássico contra o Corinthians, na Vila Belmiro, jogo que terminou em 0 a 0, pelo Brasileirão.

Antes de retornar ao clube, Wagner estava em grande fase pela equipe pernambucana. O zagueiro conquistou o título estadual, marcando gol no jogo de ida da final, e comandava a parte defensiva do time até então líder da Série B, quando o Peixe exigiu o seu retorno. Com Palha em campo, o Timbu estava invicto no campeonato, com oito vitórias e dois empates em dez rodadas.

Após a saída dele, foram sete derrotas, cinco empates e apenas três vitórias em 15 rodadas disputadas, caindo da liderança para a oitava colocação. Sem Wagner Leonardo, o time comandado por Marcelo Chamusca sofreu 22 gols. Antes de retornar ao Santos, a equipe havia sofrido apenas quatro em dez partidas.

Com 14 jogos pelo Peixe nesta temporada, o defensor conseguiu se firmar na defesa santista com boas atuações após voltar de empréstimo. Assumindo a camisa 14, que era de Luan Peres, foi titular nos últimos oito confrontos, ganhou espaço com Fernando Diniz e manteve sua posição após a chegada de Fábio Carille.

Na última rodada do Brasileirão, o treinador inovou em suas ideias e entrou com Wagner Leonardo, Danilo Boza e o estreante Emiliano Velázquez. O trio teve boa atuação contra o Ceará e a tendência é o treinador seguir apostando em três zagueiros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos