Mercado fechado

VW T-Cross europeu ganha motor 1.5 TSI e promete consumo de 19,2 km/l

feedback@motor1.com (Dyogo Fagundes)
Volkswagen T-Cross 2019 (Europa)

Novo propulsor está disponível sempre com câmbio de dupla embreagem e 7 marchas

A Volkswagen acaba de anunciar na Europa a chegada de mais uma opção de motorização para a gama local do T-Cross. Começando pela Alemanha, a marca passa a oferecer nas versões topo de gama o propulsor 1.5 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque. Considerado o mais potente do catálogo do SUV, o powertrain vem sempre associado ao câmbio automatizado DSG de 7 marchas e dupla embreagem e promete consumo médio de até 19,2 km/l. Dados de fábrica indicam ainda aceleração de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e velocidade máxima de 200 km/h. Os preços começam em € 25.690, cerca de R$ 119.350 numa conversão simples.

Além do propulsor 1.5 TSI (variante atualizada do 1.4 que temos no Brasil), o T-Cross europeu é oferecido com motores 1.0 TSI nas versões de 95 cv e 115 cv, e 1.6 TDI turbodiesel de 95 cv (este com consumo de 23,8 km/l). Na comparação com o modelo brasileiro, também há diferenças dimensionais e de estilo. Para efeito de comparação, o modelo feito aqui tem 4,19 metros de comprimento, 2,65 m de entre-eixos e 1,56 m de altura, enquanto a versão do Velho Continente mede 4,11 m de comprimento e 2,56 m de entre-eixos. Além disso, o europeu tem bancos traseiros deslizantes e porta-malas que varia de 385 para 455 litros com uso desse recurso. No Brasil, a capacidade varia de 373 a 420 litros e apenas o encosto é ajustável. Por aqui, as medidas extras foram convertidas em mais espaço para as pernas.

Leia também:

Entre os principais itens de segurança, o T-Cross europeu oferece sistema de frenagem de emergência, assistente de faixa, monitor de pontos cegos, auxílio de partida em rampas, alerta de tráfego traseiro, sistema de alerta do motorista, piloto automático adaptativo e assistente de estacionamento (Park Assist).