Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.517,60
    -317,52 (-0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

VTEX contrata JPMorgan, Itaú BBA para IPO nos EUA: Fontes

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A provedora de software de comércio eletrônico VTEX, que conta com o SoftBank como investidor, escolheu bancos para uma potencial oferta pública inicial de ações, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

A empresa, que foi fundada no Rio de Janeiro, está trabalhando com bancos incluindo JPMorgan e Itaú BBA em uma possível listagem na Nasdaq, nos EUA, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque a informação não é pública. O tamanho e o cronograma da possível oferta ainda estão sendo discutidos, disseram as pessoas, adicionando que as conversas podem não resultar em uma listagem.

Representantes do JPMorgan e do Itaú não quiseram comentar. O Softbank não respondeu imediatamente a pedidos de comentários. A VTEX disse que “exploramos rotineiramente oportunidades com potencial para impulsionar o crescimento e aumentar o valor de longo prazo da VTEX, incluindo a opção de nos tornarmos uma empresa de capital aberto. A decisão de buscar um IPO depende de nossos acionistas e ainda não anunciamos nenhum plano”.

A VTEX foi criada em 2000 e atende lojas online em mais de 32 países para empresas como Sony, Walmart, Whirlpool, Coca-Cola, AB InBev e Nestlé, de acordo com seu site. Ela foi avaliada em US$ 1,7 bilhão em uma rodada de investimentos em setembro passado. A rodada incluiu investidores como Tiger Global, Lone Pine Capital, Constellation e SoftBank.

Se a listagem for bem-sucedida, ela será um marco importante para o Softbank. O conglomerado japonês lançou um fundo de US$ 5 bilhões com foco em startups da região em 2019 e, desde então, comprou participações no banco digital Banco Inter SA, na empresa de serviços de entrega Rappi SAS e na Gympass, entre outras empresas.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos