Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.257,25
    +1.151,23 (+2,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Votorantim terá escritório em Nova York para aquisições nos EUA

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- A Votorantim, holding do grupo controlado pela família Ermírio de Moraes, está abrindo escritório em Nova York em busca de aquisições nos EUA.

Most Read from Bloomberg

A empresa tem US$ 600 milhões em caixa fora do Brasil que podem ser usados nas compras e deve contar com uma equipe inicial de até cinco pessoas, buscando negócios em todo tipo de setor, de acordo com o diretor financeiro Sergio Malacrida. Uma área de interesse é infraestrutura, que deve ser impulsionada pelo pacote bilionário de investimentos do presidente americano Joe Biden.

“A ideia é por um pé nos EUA para aprofundar nosso entendimento do mercado americano”, disse Malacrida, em entrevista. “Estamos mais interessados ​​em investir em nações maduras e buscamos reduzir a volatilidade de nosso portfólio.”

Quase 43% da receita líquida de R$ 14 bilhões da Votorantim no terceiro trimestre veio do Brasil.

Com 103 anos, o grupo Votorantim tem buscado diversificar o portfólio de negócios. Suas operações incluem uma das maiores cimenteiras do mundo e grandes produtores de alumínio e de zinco, além de investimentos em finanças, energias renováveis e até suco de laranja.

No início deste ano, o grupo lançou uma empresa para investir em imóveis, que comprou participação majoritária no que será o edifício mais alto de São Paulo.

O escritório da Votorantim em Nova York se concentrará em encontrar negócios fora dos setores em que o grupo já atua, disse Malacrida, acrescentando que cada empresa controlada está realizando seus próprios esforços de internacionalização.

A unidade de cimento, por exemplo, tem comprado ativos espanhóis, incluindo os da HeidelbergCement e da Cementos Balboa, e também busca aquisições na América do Norte.

Somando todas as operações, as empresas da Votorantim gastaram R$ 3,3 bilhões em aquisições ao longo de 2021.

Em sua expansão para novos negócios, a Votorantim não deixará as raízes industriais para trás. A revolução de veículos elétricos, por exemplo, traz oportunidades para o negócio de alumínio, a CBA, que recentemente abriu seu capital no Brasil, disse Malacrida.

A Votorantim caminha para o seu melhor ano desde 2008, fruto da alta dos preços dos metais e do aumento global nas vendas de cimento. O lucro do terceiro trimestre aumentou 13 vezes em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 1 bilhão, embora tenha caído em relação ao segundo trimestre, uma vez que os custos começaram a subir.

Com a inflação crescendo em todo o mundo e o Brasil enfrentando uma eleição volátil ano que vem, Malacrida está cauteloso quanto a 2022.

“Agora é muita dúvida e pouca certeza”, disse. “Temos olhado decisões de longo prazo e não de curto prazo, tentando gerir o que está no nosso controle. Vamos continuar investindo.”

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos