Mercado fechado

Volvo inicia vendas de SUVs blindados de fábrica no Brasil

br.info@motor1.com (Nicolas Tavares)
Volvo XC90 Blindado

Projeto foi desenvolvido localmente e está disponível para XC40, XC60 e XC90

Anunciados em junho de 2019, os modelos blindados de fábrica da Volvo começam a ser oferecidos no Brasil. O projeto segue a ideia do XC90 Armored apresentado na Europa, mas todo o processo será feito com empresas de blindagem nacionais. A linha será composta pelos SUVs XC40, XC60 e XC90, enquanto os sedãs e peruas ficarão para um segundo momento. O custo de blindagem parte de R$ 70 mil.

“Estamos orgulhosos em oferecer mais esse serviço a nossos clientes. Realizamos um grande trabalho de pesquisa e desenvolvimento para chegar a um novo patamar de blindagens no Brasil, trazendo ainda mais segurança, sem afetar todas as características presentes em nossos veículos”, afirma João Oliveira, Diretor Geral de Operações e Inovação da Volvo Brasil.

Os blindados da Volvo

Os carros saem da fábrica e vem direto para o Brasil, recebendo a blindagem desenvolvida pela EDAG e Carbon Blindados. Durante o processo de desenvolvimento, cogitou-se fazer um reforço estrutural na Alemanha, porém os engenheiros da marca na Suécia analisaram o veículo e certificaram a blindagem sem a necessidade de mexer na parte mecânica ou estrutural. Segundo a Volvo, foram necessárias mais de 15 mil horas de trabalho e 960 horas de testes balísticos, seguindo a norma ABNT 15000-2.

A blindagem usa aço de alta resistência com espessura entre 2,5 mm e 3 mm, enquanto o vidro pode ter uma espessura de até 20 mm. Foram feitas melhorias na aplicação de materiais selecionados com novo posicionamento e sobreposição, redimensionamento dos vidros, instalação de molduras de aço balístico reforçando as portas e proteção extra contra disparos em diferentes ângulos, além de reforço nos mecanismos de levantamento de vidros e da tampa do porta-malas.

Volvo XC90 Blindado
Volvo XC90 Blindado

Estará disponível inicialmente para os SUVs Volvo XC40, XC60 e XC90, mas a fabricante não descarta blindar também o resto de sua linha. Apesar de ser feita no Brasil, a blindagem é considerada um projeto global da marca e será exportada para Europa, América Latina e México.

Fotos: divulgação