Mercado fechado

Volvo Group cortará 4.100 empregos no mundo por impacto do coronavírus

Segundo a Volvo, os 4.100 postos afetam trabalhadores administrativos

A fabricante sueca de veículos pesados Volvo Group, uma das líderes mundiais do setor, anunciou nesta terça-feira (16) sua intenção de cortar 4.100 empregos administrativos no mundo durante o segundo semestre de 2020, devido ao impacto econômico da pandemia de coronavírus.

"A epidemia de coronavírus e as medidas adotadas em nível mundial para contê-la provocaram uma situação no mercado com sérias repercussões em nosso setor", explicou o diretor-geral do grupo, Martin Lundstedt, em uma nota.

Segundo a Volvo, os 4.100 postos afetam trabalhadores administrativos, dos quais 15% são consultores. Cerca de 1.250 trabalham na Suécia, diz o grupo, que não especificou os outros países afetados.

No final de março, o grupo empregava cerca de 99.000 pessoas, incluindo trabalhadores temporários e consultores.