Mercado fechado

Volume médio diário no segmento de ações da B3 tem alta anual de 38,3%

Álvaro Campos

Número de investidores ativos na bolsa chegou a 1,853 milhão em janeiro, salto de 110,5% no ano e de 9,6% no mês O volume financeiro médio diário negociado na B3 no segmento de ações, que contempla o mercado à vista e derivativos sobre ações, subiu 38,3% em janeiro ante o mesmo mês de 2019, para R$ 23,303 bilhões. Na comparação com dezembro, houve alta de 1,7%.

A capitalização de mercado média das empresas com ações negociadas na bolsa atingiu R$ 4,855 trilhões, 28,0% maior do que no mesmo mês do ano passado e 5,4% acima do nível de dezembro.

O segmento de juros, moedas e mercadorias teve um volume médio diário de 4,555 milhões de contratos em janeiro, o que representa alta anual de 59,1% e avanço mensal de 11,5%. A receita por contrato médio ficou em R$ 1,326, com queda de 25,3% no ano e baixa de 15,0% no mês.

Julio Bittencourt/Valor

No segmento de infraestrutura para financiamentos, o número de registros de veículos financiados atingiu 534,082 mil unidades, alta de 9,0% no ano e retração de 4,8% no mês.

O segmento de balcão teve um estoque de R$ 2,864 trilhões na renda fixa, alta de 15,6% no ano e queda de 0,7% no mês. Nos derivativos, o estoque alcançou R$ 2,954 trilhões, alta de 27,1% e avanço de 3,4% na mesma base de comparação.

O número de investidores ativos na B3 chegou a 1,853 milhão em janeiro, com alta de 110,5% no ano e de 9,6% no mês. O total de empresas listadas ficou em 389, com baixas de 2,0% e 0,5% na mesma base de comparação.