Mercado abrirá em 22 mins
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,97
    +2,79 (+4,22%)
     
  • OURO

    1.788,00
    +11,50 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    57.126,93
    -214,56 (-0,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.467,43
    +24,65 (+1,71%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.151,74
    +92,29 (+1,31%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    16.368,00
    +217,50 (+1,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3907
    +0,0207 (+0,32%)
     

Volta da cesta de Natal para funcionários nas empresas impulsiona vendas de peru

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O retorno das celebrações de Natal em família deve impulsionar a venda de carnes tradicionais da data, segundo as expectativas dos grandes frigoríficos neste ano.

Outra frente de crescimento deve ser a volta dos kits natalinos que as empresas costumam distribuir aos funcionários, mas foram suspensos no ano passado por causa do home office.

Segundo Sidney Manzaro, vice-presidente na BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, a entrega dos kits caiu cerca de 15% no Natal de 2020, mas deve recuperar o patamar neste ano.

Além das cestas de presente, a companhia, que prevê contratar 200 funcionários temporários, também espera um crescimento de 3% na venda dos produtos de fim de ano em geral na comparação com a data anterior.

Os lançamentos da BRF para 2021 acompanham a tendência dos consumidores, que têm trocado a carne vermelha pelo frango e o suíno para tentar driblar a inflação.

A Seara, marca da JBS, diz que tem percebido aumento na procura por peixes e vai colocar no mercado um novo produto de bacalhau, além de aves e itens de preparo rápido.

Apesar da crise, a empresa avalia que há uma demanda reprimida neste ano, e os brasileiros devem elevar o consumo dos produtos da época não apenas nos dias 24 e 25 de dezembro, mas em todo o mês.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos