Mercado abrirá em 8 h 40 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,68
    +0,63 (+0,97%)
     
  • OURO

    1.687,50
    +9,50 (+0,57%)
     
  • BTC-USD

    53.596,01
    +3.172,91 (+6,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.081,62
    +57,42 (+5,61%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.924,92
    +384,09 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    28.999,41
    +256,16 (+0,89%)
     
  • NASDAQ

    12.450,00
    +152,75 (+1,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9718
    +0,0120 (+0,17%)
     

De volta? Clube da Premier League faz sondagem por Eriksen, da Inter de Milão

Nathalia Almeida
·1 minuto de leitura

Pouco aproveitado por Antonio Conte na Inter de Milão, o armador Christian Eriksen é um dos nomes que atiça as especulações neste mercado de inverno. Insatisfeito pela baixa minutagem em solo italiano, o dinamarquês está inclinado a buscar um novo clube ainda em janeiro, apesar de seu longo contrato vigente ser um obstáculo a qualquer interessado em sua contratação.

Por ter vivido os melhores anos de sua carreira vestindo a camisa do Tottenham, clubes da Premier League monitoram com atenção a situação do camisa 24. De acordo com a apuração do jornal 'The Telegraph', o atual terceiro colocado do Inglês, Leicester City, abriu contato com a Inter de Milão para entender a situação do meia, com o técnico Brendan Rodgers tendo grande interesse em contar com ele para a sequência da temporada.

ACF Fiorentina v FC Internazionale - Coppa Italia | Gabriele Maltinti/Getty Images
ACF Fiorentina v FC Internazionale - Coppa Italia | Gabriele Maltinti/Getty Images

A mesma fonte que noticiou a sondagem do Leicester à Eriksen, no entanto, cravou que o clube inglês não seguirá adiante no interesse pelo atleta por conta de um motivo específico: seus altos vencimentos. O dinamarquês fatura algo em torno de £300 mil por semana na Itália (R$ 2,2 milhões), salário que está muito acima do que os Foxes gostariam de pagar por um reforço que chegaria ao clube para brigar por posição.