Mercado fechará em 2 hs
  • BOVESPA

    95.326,38
    -42,38 (-0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.933,79
    -459,92 (-1,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    35,95
    -1,44 (-3,85%)
     
  • OURO

    1.870,10
    -9,10 (-0,48%)
     
  • BTC-USD

    13.532,98
    +377,62 (+2,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    266,23
    +23,55 (+9,70%)
     
  • S&P500

    3.300,44
    +29,41 (+0,90%)
     
  • DOW JONES

    26.594,27
    +74,32 (+0,28%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.586,60
    -122,20 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.329,75
    +197,00 (+1,77%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7278
    -0,0066 (-0,10%)
     

Volta às aulas: crianças assintomáticas podem aumentar a transmissão da Covid-19

Fernando Rocha
·1 minuto de leitura

Com os debates sobre a volta às aulas ainda em 2020, muitos professores que fazem parte do grupo de risco para Covid-19 ficaram com medo. O vírus tem mais chances de se apresentar de forma assintomática em crianças, por isso elas podem ser agentes transmissivos. Convidada do ‘É Normal?’ desta semana, a pediatra Ana Escobar ajuda a entender os riscos deste cenário.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“Professores e funcionários têm, sim, toda razão de estarem com medo porque as crianças — e isso é importante que todos saibam —, são grandes portadoras assintomáticas do vírus”, explica a profissional, que diz que qualquer tosse que a criança der no ambiente escolar sem máscara é um risco.

Veja também

Para a médica, é imprescindível considerar os riscos da reabertura das escolas. “Precisamos dar segurança para professores e funcionários, equipamentos de proteção adequados. E se uma criança da escola estiver com Covid-19, o governo vai oferecer testes PCR para os professores, funcionários e outras crianças com quem teve contato?”, questiona a Dra. Ana.

Confira no vídeo acima.