Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.705,29
    -1.840,73 (-4,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

De volta aos braços da Nação! Flamengo busca coroar reencontro com classificação diante do Grêmio

·2 minuto de leitura


Chega de saudade. A partida contra o Grêmio, nesta quarta-feira pela Copa do Brasil, marcará o reencontro do Flamengo com sua torcida em casa. Depois de 553 dias, o Rubro-Negro voltará a atuar no Estádio do Maracanã ao lado da Nação e, para coroar a festa, buscará confirmar a classificação para a semifinal com outra grande sob o comando de Renato Gaúcho diante de seu ex-clube.

Como venceu o jogo de ida por 4 a 0, o Flamengo entra em campo com uma larga vantagem. Tanto que, diante dos problemas físicos e da sequência de decisões que terá pela frente, é possível que Renato Gaúcho escale uma equipe alternativa. A bola rola Às 21h30, com transmissão em Tempo Real do LANCE!.

A pandemia do coronavírus fechou os estádios no início de 2020. O último jogo em que o Flamengo atuou ao lado da Nação no Maraca foi diante do Barcelona (EQU), pela fase de grupos da Libertadores, em 11 de março do ano passado.

Coincidentemente, na próxima quarta-feira, o Rubro-Negro volta a enfrentar o adversário equatoriano pelas semifinais da Copa, em partida que servirá como o último dos três eventos-teste liberados pela Prefeitura do Rio de Janeiro.

Protagonista nas tratativas pelo reabertura dos estádios, o Flamengo luta há meses por esse reencontro. Como não conseguiu autorização prévia no Rio, o clube levou dois jogos para Brasília, onde atuou contra Defensa y Justicia (ARG) e Olímpia (PAR) com a presença dos torcedores no Estádio Mané Garrincha.

Para os jogadores, a presença da Nação nas arquibancadas servirá como combustível. Boa parte desse elenco conquistou grandes resultados no Maracanã, em 2019, e sente e a falta da energia e do apoio dos rubro-negros.

Para outros, como Andreas Pereira, será a primeira oportunidade. E, nos últimos dias, muitos demonstraram a ansiedade pelo reencontro com a Nação.

- Feliz pela nossa atuação. Vamos em frente por todos os nossos objetivos. É o Flamengo! Quarta-feira é dia, em casa com a nossa torcida, nós estaremos lá! - escreveu Diego Alves, capitão do Flamengo, depois da vitória sobre o Palmeiras.

Além do apoio do seu "12º jogador", a presença da torcida ao estádio também significa o retorno de uma significativa receita para os cofres do Flamengo. Somadas as ausências das rendas de bilheterias e a queda dos números do programa de sócio-torcedor, o Flamengo estima uma perda total próxima aos R$ 250 milhões desde 2020 - foram R$ 110 milhões na temporada de 2020.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos