Mercado fechará em 4 h 58 min

Volkswagen tem novo CEO após problemas com novo Golf e elétrico ID.3

br.info@motor1.com (Nicolas Tavares)
Ralf Brandstatter - CEO da Volkswagen

Ralf Brandstätter assume a liderança da marca, enquanto Herbert Diess continuará como CEO do Grupo VW

Ralf Brandstätter é o novo CEO da marca Volkswagen, sendo promovido do cargo de COO e ocupando a vaga que era ocupada por Herbert Diess a partir de 1º de julho. Isso não significa que Diess está fora da empresa, pois ele irá manter o papel de CEO do Grupo Volkswagen, ao invés de ocupar dois cargos ao mesmo tempo. A nova estratégia é deixar Diess focado com o grupo todo e ter alguém que dedicado nas demandas da marca VW.

"Ralf Brandstätter é um dos gerentes mais experientes da empresa. Nos últimos dois anos, ele liderou a Volkswagen com sucesso como COO e teve um papel importante em formar a transformação da marca", declarou Diess sobre a promoção de Brandstätter. "Estou, portanto, muito satisfeito por Ralf Brandstätter avançar com o desenvolvimento da marca como CEO, seguindo as decisões estratégicas de longo-prazo nos próximos anos."

As dificuldades da Volkswagen

O executivo está na Volkswagen desde 1993. Ele alcançou o cargo de chefe de pesquisa de metais para chassis e motorizações em 1998. Depois assumiu um papel semelhante para a SEAT em 2005. Ele foi o COO da marca Volkswagen desde agosto de 2018.

Um relato publicado há algumas semanas sugeriam que a diretoria da Volkswagen pretendia dar a liderança da marca para Oliver Blume, CEO da Porsche, enquanto Bernhard Maier, atual chefe de Skoda, assumiria o comando da Porsche no lugar de Blume.

A mudança na chefia da Volkswagen é feita durante uma série de problemas na Europa. A empresa teve que parar as entregas do novo Golf por causa de problemas no software, especificamente na função de chamada de emergência em caso de acidentes, item obrigatório no Velho Continente. Este defeito afetou cerca de 15 mil veículos que já haviam sido entregues aos clientes.

Há também rumores sobre problemas de software no ID.3, hatchback que inicia a nova linha de elétricos da Volkswagen. A natureza deste defeito não é claro, mas o que é dito na Europa é que o sistema não estaria comunicando corretamente com algumas funções do veículo. A marca teria colocado mais de 10 mil funcionários para trabalhar em uma solução antes do lançamento comercial do veículo, que atualmente está em pré-venda.


Source: Volkswagen via