Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.407,35
    +1.919,47 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.402,61
    -115,69 (-0,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,34
    +0,06 (+0,05%)
     
  • OURO

    1.852,90
    +10,80 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    29.170,66
    -752,08 (-2,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    654,20
    -20,68 (-3,06%)
     
  • S&P500

    3.973,80
    +72,44 (+1,86%)
     
  • DOW JONES

    31.880,70
    +618,80 (+1,98%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    12.021,25
    +180,50 (+1,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1334
    -0,0194 (-0,38%)
     

Volkswagen Polo 170 TSI será opção potente e mais em conta da marca

A Volkswagen estuda alternativas para suprir a futura ausência do Gol, que sairá de linha em breve, e quer dar ao mercado mais de uma opção de escolha. A primeira, já sacramentada, será o Polo Track.

A segunda, de acordo com as informações mais recentes, deverá ser uma nova versão do Polo, que será lançada em setembro com preço mais em conta e motor invocado, mais potente que o do Track.

Estamos falando do Polo 170 TSI, versão que terá sob o capô um motor 1.0 turbo flex de 105 cavalos de potência e torque de 17 kgfm. Se você está achando a configuração familiar, tem razão, pois ela estava presente no finado up!.

O Polo 170 TSI ainda teria câmbio manual de 5 velocidades, o que daria ao carro uma pegada mais esportiva, com a transmissão de engates curtos e maior aproveitamento de cada uma das marchas.

Polo Track substituirá o Gol, mas modelo terá também versão inspirada no falecido up! (Imagem: Divulgação/Volkswagen)
Polo Track substituirá o Gol, mas modelo terá também versão inspirada no falecido up! (Imagem: Divulgação/Volkswagen)

O lado negativo do Polo mais “arisco” estaria no pacote de equipamentos, que deixaria de lado recursos como Park Assist ou painel digital. Tudo para se encaixar em uma faixa de preço mais atraente, talvez abaixo dos R$ 100 mil.

T-Cross Sense

A Volkswagen também teria tomado uma decisão a respeito de outro modelo da linha atual: o T-Cross Sense.

A marca teria decidido pausar a produção do modelo de entrada do SUV, que hoje é vendido por a partir de R$ 110.690, mas sem o chamado “pacote ouro”, que acrescenta multimídia, sensor de estacionamento e câmera de ré, entre outros acessórios, ao preço médio de R$ 13 mil.

A reportagem do Canaltech tentou contato com representantes da Volkswagen para confirmar as informações, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos