Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,51 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,10 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,48
    -0,67 (-0,93%)
     
  • OURO

    1.824,80
    -36,60 (-1,97%)
     
  • BTC-USD

    38.807,10
    -1.267,05 (-3,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    964,08
    -28,39 (-2,86%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,63 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.446,87
    +10,03 (+0,04%)
     
  • NIKKEI

    28.963,28
    -327,73 (-1,12%)
     
  • NASDAQ

    13.914,25
    -67,00 (-0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0765
    +0,0145 (+0,24%)
     

Volkswagen interrompe produção em três fábricas por falta de chips

·2 minuto de leitura
Volkswagen interrompe produção em três fábricas por falta de chips
Volkswagen interrompe produção em três fábricas por falta de chips

A Volkswagen anunciou a paralisação por 10 dias das fábricas de São Bernardo do Campo (SP), São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR) a partir de 21 de junho. O motivo? a escassez de chips semicondutores.

Em comunicado divulgado à imprensa nesta sexta-feira (11), a montadora afirma que diante do atual cenário, “no qual não há perspectivas de normalização do fornecimento de chips”, tomou a decisão de fazer a pausa. A empresa ainda diz que tem trabalhado com a matriz e seus fornecedores para, ao menos, tentar minimizar o problema – leia o comunicado, na íntegra, ao fim da matéria.

Inaugurada em 12 de outubro de 1996, a fábrica de motores de São Carlos é uma das principais plantas do Grupo Volkswagen. Imagem: Grupo Volkswagen/Divulgação
Inaugurada em 12 de outubro de 1996, a fábrica de motores de São Carlos é uma das principais plantas do Grupo Volkswagen. Imagem: Grupo Volkswagen/Divulgação

No entanto, a Volkswagen parece não ter muita fé e afirma que a situação pode, inclusive, piorar nas próximas semanas. “Novas paralisações não estão descartadas futuramente caso o cenário global de fornecimento de semicondutores permaneça crítico, impactando diretamente as atividades de produção da empresa no Brasil”, diz.

Não é a primeira vez que a montadora interrompe a produção devido à falta dos semicondutores – causada, principalmente, por conta dos efeitos da pandemia de covid-19. Do fim de maio a 7 de junho, as fábricas de Taubaté (SP) e São José dos Pinhais (PR) ficariam paradas por 10 dias. Ou seja, com a nova paralisação, a unidade paranaense ficará o total de 20 dias sem que nenhum modelo saia da linha de montagem.

A fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais (PR) produz os modelos VW Fox e VW T‑Cross, além do Audi A3 sedan. Imagem: Grupo Volkswagen/Divulgação
A fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais (PR) produz os modelos VW Fox e VW T‑Cross, além do Audi A3 sedan. Imagem: Grupo Volkswagen/Divulgação

Leia o comunicado da Volkswagen na íntegra:

“Uma escassez significativa de capacidades de semicondutores está levando a vários gargalos de fornecimento em muitas indústrias globalmente (telecomunicação, computação, eletroeletrônicos e smartphones). Isso também gerou problemas no abastecimento da indústria automotiva ao redor do mundo desde a virada do ano. O resultado são adaptações em toda a indústria na produção de automóveis, o que também afeta as marcas do Grupo Volkswagen.

Nos últimos meses, o time da Volkswagen do Brasil tem trabalhado intensamente, em parceria com a matriz e fornecedores, para minimizar os efeitos da escassez de semicondutores para a produção em suas fábricas no Brasil. Entretanto, o cenário atual não demostra o encaminhamento para uma solução definitiva visando a normalização do fornecimento de chips. Ao contrário, há sérios riscos de agravamento dessa situação nas próximas semanas.

Com base nisso, A Volkswagen do Brasil comunica a paralisação das operações de suas áreas produtivas nas fábricas de São Bernardo do Campo e São Carlos, no Estado de São Paulo, e de São José dos Pinhais, no Estado do Paraná, a partir de 21 de junho, pelo período de 10 dias.

Novas paralisações não estão descartadas futuramente caso o cenário global de fornecimento de semicondutores permaneça crítico, impactando diretamente as atividades de produção da empresa no Brasil“.

Leia mais:

Fonte: Autoesporte

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos