Mercado fechará em 4 h 41 min
  • BOVESPA

    106.865,36
    +502,26 (+0,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.516,12
    -198,48 (-0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,19
    -0,47 (-0,57%)
     
  • OURO

    1.805,60
    +6,80 (+0,38%)
     
  • BTC-USD

    61.484,17
    +2.597,35 (+4,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,67
    +61,30 (+4,32%)
     
  • S&P500

    4.579,20
    +27,52 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.631,23
    +140,54 (+0,40%)
     
  • FTSE

    7.239,84
    -13,43 (-0,19%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.691,50
    +104,25 (+0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5452
    +0,1205 (+1,88%)
     

Volkswagen confirma fim da produção do Fox no Brasil

·2 minuto de leitura

O rumor se tornou fato e a Volkswagen confirmou, em nota oficial divulgada à imprensa nesta quinta-feira (7) e reportagem do Canaltech, o fim da produção do Fox no Brasil. Lançado em 2003, o carro que chegou ao mercado como possível sucessor do Gol acumulou 1,8 milhão de unidades produzidas ao longo dos 18 anos de vida, incluindo 500 mil enviadas para fora do Brasil.

De acordo com a Volkswagen, o último Fox que saiu da linha de produção no Brasil, um modelo da versão Xtreme, na cor Vermelho Tornado, não será comercializado. Ele passará a fazer parte do acervo da Volkswagen do Brasil e será uma das atrações da Garagem VW, localizada na fábrica da Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP).

Apesar de não ter cumprido o papel de substituir o Gol, o Fox chegou a alcançar bons números e até a receber importantes prêmios. A Volkswagen lembra em seu site que o carro foi eleito “Compra do Ano”, no quesito custo-benefício, pelo portal Motor Show em 2021, além de “Melhor Compra” da Revista Quatro Rodas, em 2020, na categoria Hatch Compacto de Acesso.

200 mil T-Cross

Imagem: Divulgação/Igor Kosiski, Volkswagen
Imagem: Divulgação/Igor Kosiski, Volkswagen

A ideia da Volkswagen em tirar o Fox de linha é priorizar a produção do crossover T-Cross, que já aparece na frente do compacto em vendas no país. O site da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores) registrou que o Fox emplacou apenas 926 novas unidades em agosto, ocupando a 35ª posição no ranking. Enquanto isso, o T-Cross vendeu 6.698 unidades no mesmo período, fechando como o 6º veículo mais emplacado no geral, e o 3º entre os SUVs.

O sucesso nas vendas refletiu diretamente na linha de produção da Volkswagen, que anunciou, no mesmo dia em que se despediu do Fox, a marca de 200 mil unidades produzidas do crossover. A aposta da montadora é alavancar ainda mais esses números agora que a linha de produção terá ainda espaço voltado para o T-Cross.

“Desde o seu lançamento, em 2003, o Fox foi produzido exclusivamente na fábrica do Paraná e ao longo destes 18 anos se consolidou como um modelo muito querido pelos colaboradores e desejado pelos clientes. O T‑Cross segue o mesmo caminho e é motivo de orgulho ver um produto da nossa planta se tornar um sucesso de vendas no Brasil e no exterior”, disse Leandro Lemos de Oliveira, plant manager da Volkswagen em São José dos Pinhais.

Segundo a companhia, o T‑Cross 2022 apresentou uma série de upgrades. Entre eles, foram destacados o carregamento de smartphone por indução (wireless charger) e o painel de instrumentos 100% digital com tela de 8 polegadas para a versão 200 TSI. O T-Cross, hoje, é oferecido exclusivamente com transmissão automática de seis marchas e passou a ser oferecido também na cor Vermelho Sunset, que estreou no Nivus.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos