Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    56.728,96
    -5.554,95 (-8,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

Volkswagen admite trote de marketing em anúncio falso sobre mudança de nome

·2 minuto de leitura

WASHINGTON (Reuters) - A Volkswagen divulgou um comunicado à imprensa falso, alegando que mudaria o nome de suas operações nos Estados Unidos para "Voltswagen of America", em uma manobra de marketing destinada a chamar a atenção para o foco da companhia em veículos elétricos, segundo a montadora alemã.

A companhia foi criticada nas redes sociais por seu comunicado falso à imprensa, com alguns comentaristas relembrando o escândalo de fraude da empresa em testes de emissões de poluentes de motores diesel ocorrido alguns anos atrás.

O comunicado à imprensa inicial, divulgado no site da companhia na terça-feira e acompanhado de tuítes, foi publicado pela Reuters e outros meios de comunicação em todo o mundo e incluiu uma descrição detalhada dos esforços da companhia para remodelar a marca e os logotipos do grupo na região. A empresa tirou o comunicado do ar no final da terça-feira.

"A Volkswagen of America não mudará seu nome para Voltswagen. A mudança de nome foi projetada para ser um anúncio no espírito do Dia da Mentira (1 de abril), destacando o lançamento do SUV totalmente elétrico ID.4 e sinalizando nosso compromisso em trazer a mobilidade elétrica para todos", disse um porta-voz da companhia nos Estados Unidos em outro comunicado.

"Em breve forneceremos atualizações adicionais sobre este assunto", acrescentou.

A Volkswagen deve emitir um novo comunicado sobre o assunto nesta quarta-feira, disse uma fonte a par do assunto.

Um porta-voz da Volkswagen na Alemanha classificou a mudança da marca uma "boa ideia" de marketing. O presidente-executivo do Volkswagen Group of America, Scott Keogh, não respondeu a pedidos de comentários.

"Aparentemente, ninguém no processo de aprovação da @VW disse, ei, talvez não devêssemos mentir para a imprensa por causa do que aconteceu sobre as emissões", disse Dawn Kopecki, editora sênior do CNBC.com, no Twitter.

Pelo menos um analista escreveu um relatório elogiando a mudança do nome na empresa. As ações ordinárias da Volkswagen recuavam 1,2% às 9h48 (horário de Brasília) desta quarta-feira, depois de terem fechado em alta de 10,3% na terça-feira.

(Por David Shepardson e Christoph Steitz, com reportagem adicional de Hans Seidenstuecker)