Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.850,37
    +476,50 (+0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.395,11
    -578,16 (-1,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,81
    +1,99 (+2,37%)
     
  • OURO

    1.813,80
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    41.717,50
    -562,82 (-1,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    994,34
    -15,05 (-1,49%)
     
  • S&P500

    4.595,41
    -67,44 (-1,45%)
     
  • DOW JONES

    35.466,74
    -445,07 (-1,24%)
     
  • FTSE

    7.563,55
    -47,68 (-0,63%)
     
  • HANG SENG

    24.112,78
    -105,25 (-0,43%)
     
  • NIKKEI

    28.257,25
    -76,27 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    15.281,25
    -314,50 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3019
    +0,0081 (+0,13%)
     

Volatilidade abala final de ano recorde para IPOs no mundo

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- A volatilidade recente está diminuindo as esperanças de uma onda significativa de aberturas de capital nos EUA para encerrar um ano recorde para listagens em todo o mundo.

Most Read from Bloomberg

As ações de 15 das últimas 20 ofertas públicas iniciais (em inglês, initial public offerings ou IPOs) realizadas nos EUA terminaram o pregão de terça-feira abaixo do preço de colocação. Os investidores se mostram avessos a risco depois de mais de uma semana de volatilidade nas bolsas. Apesar da discreta recuperação dos últimos dias, alguns investidores esperam mais oscilações do mercado à frente, revertendo as condições favoráveis que pavimentaram o caminho para a sequência sem precedentes de IPOs em 2021.

“Vale observar a volatilidade recente do mercado acionário depois que a força dos preços das ações e a pouca volatilidade sustentaram os níveis de emissões neste ano”, escreveu a analista da Bloomberg Intelligence Alison Williams em nota.

Apenas cinco IPOs tradicionais estão programadas para esta semana, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. Excluindo feriados e as férias de agosto, esta seria a semana mais lenta para IPOs desde maio.

Teria sido uma semana ainda mais lenta se não fosse pela brasileira Nu Holdings, forçada a agendar sua estreia mais de um mês atrás, excepcionalmente cedo devido a uma peculiaridade da listagem dupla nos EUA e no Brasil. A demora no levantamento de interessados expôs a transação a grandes oscilações no mercado e a Nu baixou a faixa indicativa de preço após o aumento da volatilidade.

O desconforto não é sentido apenas para as IPOs tradicionais. A aversão a risco também afetou duas fusões de peso envolvendo empresas de aquisição de propósito específico. Papéis da BuzzFeed e da Grab Holdings estão em baixa desde a abertura de capital.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos