Mercado fechará em 6 h 54 min
  • BOVESPA

    129.441,03
    0,00 (0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,63
    +0,72 (+1,02%)
     
  • OURO

    1.847,00
    -32,60 (-1,73%)
     
  • BTC-USD

    39.869,71
    +4.040,12 (+11,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    988,94
    +47,12 (+5,00%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.140,89
    +6,83 (+0,10%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.161,80
    +213,07 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    14.015,50
    +21,25 (+0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1622
    -0,0304 (-0,49%)
     

Você moraria? Conheça a primeira casa europeia feita totalmente por impressão 3D

·1 minuto de leitura

Você moraria em uma residência construída inteiramente por meio de impressão 3D? Pois essa é a realidade de um casal holandês, que agora habita a primeira moradia europeia feita com essa tecnologia.

A casa que agora serve de lar para Elize Lutz e Harrie Dakkers, de 70 e 67 anos, tem 94 metros quadrados. Para conseguir entrar na construção, é preciso ter acesso a uma espécie de chave digital. A porta, por sua vez, abre com o comando de um botão. Tem como ser mais tech?!

Essa é só a primeira de cinco casas nesse mesmo estilo, que estão sendo projetadas pela construtora Saint-Gobain Weber Beamix. Trata-se de um projeto chamado Milestone, uma parceria entre a Universidade de Tecnologia de Eindhoven (Países Baixos) e uma imobiliária chamada Vesteda.

A casa foi construída com o auxílio de um braço robótico que utiliza um cimento especial. Esse cimento é projetado de acordo com a planta do arquiteto, e o procedimento se dá de maneira semelhante às impressoras 3D que já se tem conhecimento: aplicando camada sobre camada para criar uma parede e aumentar a sua força. Ficou curioso? Veja como é:

O método de impressão 3D tem sido visto na indústria europeia como uma forma de cortar custos e danos ambientais, reduzindo a quantidade de cimento que é usado. Na Holanda, também oferece uma alternativa em um momento em que há escassez de pedreiros qualificados.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: