Mercado abrirá em 2 h 54 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,83
    +0,57 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.813,10
    -9,10 (-0,50%)
     
  • BTC-USD

    38.624,62
    -949,85 (-2,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    937,13
    -23,77 (-2,47%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.116,60
    +34,88 (+0,49%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.968,50
    +15,75 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1488
    +0,0047 (+0,08%)
     

VLI e Copi anunciam criação de novo corredor logístico para fertilizantes no Arco Norte

·2 minuto de leitura
Porto de Itaqui (MA), um dos principais destinos de grãos pelo Arco Norte

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia de logística VLI e a Companhia Operadora Portuária do Itaqui (Copi) formalizaram uma parceria para a criação de um novo ramal ferroviário conectado à malha do corredor centro-norte e interligado ao Terminal da Copi no Porto de Itaqui (MA) para transporte de fertilizantes.

Conforme anúncio das empresas realizado nesta quinta-feira em comunicado, o insumo será transportado até um novo terminal intermodal que será construído em Palmeirante, no Tocantins.

As obras terão início em agosto e o investimento para a viabilização do projeto será de aproximadamente 200 milhões de reais. A capacidade inicial de movimentação proporcionada por esta nova estrutura será de 1,5 milhão de toneladas ao ano.

"Com o início das operações, previsto para o segundo semestre de 2022, a nova estrutura permitirá a movimentação do fertilizante importado pelo Terminal Portuário Copi no Porto do Itaqui pelo modal ferroviário, conectando o porto --via Estrada de Ferro Carajás e Ferrovia Norte-Sul-- até o novo terminal que será construído e operado pela COPI em Palmeirante."

A nova estrutura em Tocantins contará com linha ferroviária para até 80 vagões e moega para descarga de dois vagões.

Segundo as companhias, os fertilizantes serão descarregados e transportados em esteiras mecanizadas para um novo armazém com capacidade estática de 60 mil toneladas.

"O projeto em questão é a semente para o desenvolvimento de um polo industrial voltado para a mistura de fertilizantes em Tocantins", disse em nota o gerente de Desenvolvimento de Negócios da VLI, Alexandre Biller.

Os insumos atenderão aos produtores situados numa área que abrange os Estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Bahia e Piauí, além de Tocantins, Maranhão e do Distrito Federal.

Para o diretor presidente da Copi, Guilherme Eloy, o novo corredor logístico também funcionará como um catalisador do crescimento da demanda de fertilizantes da região centro-norte do país nos próximos anos.

A Copi já investiu nos dois últimos anos cerca de 110 milhões de reais na construção de um dos mais modernos e eficientes terminais portuários de fertilizantes da América Latina no Porto do Itaqui, que entrou em operação comercial no início de 2021.

(Por Nayara Figueiredo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos