Mercado abrirá em 4 h 44 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,54
    +0,28 (+0,39%)
     
  • OURO

    1.812,00
    -10,20 (-0,56%)
     
  • BTC-USD

    38.444,17
    -1.536,61 (-3,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    933,85
    -27,05 (-2,81%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.107,75
    +26,03 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    26.110,71
    -125,09 (-0,48%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.982,50
    +29,75 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1192
    -0,0249 (-0,41%)
     

Virgin Orbit fará seu primeiro lançamento comercial nesta quarta-feira

·2 minuto de leitura
Virgin Orbit fará seu primeiro lançamento comercial nesta quarta-feira
Virgin Orbit fará seu primeiro lançamento comercial nesta quarta-feira

A Virgin Orbit fará seu primeiro lançamento comercial de satélites na manhã desta quarta-feira (30). O foguete Launcher One será lançado a partir de um Boeing 747 modificado chamado Cosmic Girl e colocará sete pequenos satélites em uma órbita a 500 km de altitude.

A missão foi batizada de “Tubular Bells Part One”, nome do álbum de estreia do músico inglês Mike Oldfield, que foi o primeiro lançamento da Virgin Records, primeira empresa do grupo Virgin, em 1973.

A aeronave Cosmic Girl decolará do Mojave Air and Spaceport, na Califórnia, em direção ao Oceano Pacífico por volta das 10h50 (horário de Brasília). A liberação do foguete ocorrerá a uma altitude de 10 km, após a confirmação de condições técnicas e meteorológicas. Isso pode acontecer entre 30 minutos e 4 horas após a decolagem.

Quatro segundos após ser solto, o foguete LauncherOne irá acionar o propulsor NewtonThree em seu primeiro estágio, que irá funcionar durante cerca de três minutos. Em seguida o segundo estágio irá se separar, acionando o NewtonFour, que irá levá-lo (junto com sua carga) à órbita final ao redor da Terra.

Este será o terceiro lançamento da Virgin Orbit. O primeiro, em maio de 2020, falhou na ignição do primeiro estágio, resultando na perda do foguete e de sua carga. No segundo, em janeiro deste ano, o foguete colocou em órbita dez pequenos satélites como parte do programa Educational Launch of Nanosatellites (ELaNa, Lançamento Educacional de Nanosatélites) da Nasa.

Leia mais:

A carga do foguete na missão desta quarta-feira consiste em sete satélites de pequeno porte. Quatro para o Centro de Espaço e Mísseis da Força Espacial dos EUA, como parte da missão STP-VP27A, um satélite Brik-II para a Força Aérea Holandesa e dois satélites de observação terrestre, chamados STORK-4 e STORK-5, que serão parte da constelação de observação terrestre STORK, da empresa polonesa SatRevolution.

A Virgin Orbit é apenas uma das empresas do setor aeroespacial no grupo Virgin, fundado pelo bilionário inglês Richard Branson. Recentemente outra empresa do grupo, a Virgin Galactic, obteve autorização para iniciar os primeiros voos turísticos até o espaço.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos