Mercado abrirá em 4 h 37 min
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,28
    -0,38 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.776,80
    -6,10 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    32.189,29
    -1.124,64 (-3,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    769,51
    -80,83 (-9,51%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.079,24
    +16,95 (+0,24%)
     
  • HANG SENG

    28.313,18
    -175,82 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.086,75
    -43,25 (-0,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9719
    -0,0034 (-0,06%)
     

Virgin Galactic vai tentar novo voo suborbital neste sábado

·2 minuto de leitura
Virgin Galactic vai tentar novo voo suborbital neste sábado
Virgin Galactic vai tentar novo voo suborbital neste sábado

A Virgin Galactic vai tentar realizar neste sábado seu primeiro voo suborbital a partir do Espaçoporto América, localizado no estado norte-americano do Novo México. A espaçonave será a VSS Unity, que já foi ao espaço em dois testes anteriores, em Dezembro de 2018 e Fevereiro de 2019. Em ambos os casos ela decolou do Mojave Air and Space Port na Califórnia.

A empresa já tentou um voo da Unity a partir do Espaçoporto América, em dezembro passado. Levada pela “nave mãe” VMS Eve, a Unity chegou a 15 km de altitude, como planejado, mas seu não conseguiu ligar o propulsor que iria levá-la pelos 85 km restantes até o espaço. Apesar da falha, os pilotos C.J. Sturckow e Dave Mackay pousaram a espaçonave sem incidentes.

Voo suborbital da VSS Unity, da Virgin Galactic
Voo suborbital da VSS Unity, da Virgin Galactic

Segundo a Virgin Galactic, o defeito foi causado por “interferência eletromagnética” que fez com que os computadores de bordo da VSS Unity fossem reinicializados no exato momento em que o propulsor deveria ser acionado. A empresa fez modificações na espaçonave para evitar que ele aconteça novamente, e testar estas modificações é um dos objetivos do teste deste sábado.

O voo também incorporará todos os objetivos de teste originais, incluindo a avaliação dos estabilizadores horizontais atualizados e controles de voo durante a fase propelida do voo, avaliando os elementos da cabine do cliente e testando a capacidade de transmissão ao vivo da nave ao solo “, disse a empresa em um comunicado divulgado nesta quinta-feira (20 de maio).

Leia mais:

Se tudo correr como planejado, a Virgin Galactic espera começar a operar voos turisticos suborbitais no início de 2022. Vale lembrar que a previsão original da empresa era de iniciar voos em 2015, mas o acidente com a VSS Enterprise durante um teste sobre o deserto de Mojave em 2014, que resultou na morte de um dos pilotos, fez com que a empresa redesenhasse o cronograma.

A espaçonave tem uma cabine interna luxuosa, capaz de levar seis passageiros por vez. Usando trajes customizados, eles experimentarão “vários minutos” de gravidade zero no ápice do voo, podendo apreciar a beleza de nosso planeta e a escuridão do espaço a partir de uma das várias janelas na cabine.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos