Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.335,09
    -303,99 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Virgin Galactic quer lançar 1º missão comercial tripulada até início de outubro

·2 minuto de leitura

Quase dois meses após a “inauguração” do turismo espacial, a Virgin Galactic se prepara para realizar sua primeiro missão comercial tripulada entre o fim deste mês e o início do próximo, a partir do Spaceport America. A bordo da nave espacial VSS Unity, os quatro tripulantes realizarão pesquisas para avaliar os efeitos no corpo humano durante a transição de gravidade durante o voo.

Embora seja a primeira missão comercial tripulada da empresa, esta será a 23ª do veículo espacial VSS Unity. A missão contará com três tripulantes da Força Aérea Italiana e do Conselho Nacional de Pesquisa, os quais garantiram seus acentos ao pagar um valor não revelado, além de um membro da equipe da Virgin Galactic.

(Imagem: Reprodução/Virgin Galactic)
(Imagem: Reprodução/Virgin Galactic)

O líder da missão será Walter Villadei, chefe do departamento de Inovação, Sistemas e Aplicações Espaciais da Força Aérea Italiana. Além dele, fará parte da missão Angelo Landolfi, médico e tenente-coronel; Pantaleone Carlucci, engenheiro aeroespacial do National Research Council e Beth Moses, astronauta e instrutora-chefe da Virgin Galactic. Como pilotos do avião espacial, Michael Masucci e CJ Sturckow; e Nicola Pecile e Kelly Latimer conduzirão o porta-aviões VMS Eve, que levará o VSS Unity até as fronteiras do espaço.

O principal objetivo desta missão será estudar os efeitos da chamada “fase de transição” da gravidade à microgravidade no corpo humano durante o voo. Para isto, os tripulantes usarão sensores que medirão a atividade fisiológica. Outras cargas úteis estudarão o efeito do ambiente em uma série de propriedades químicas e físicas.

(Imagem: Reprodução/Virgin Galactic)
(Imagem: Reprodução/Virgin Galactic)

A notícia foi divulgada um dia após a Federal Aviation Administration (FAA) revelar uma investigação do primeiro voo tripulado da nave VSS Unity, realizada em julho deste ano. Ao que tudo indica, uma luz vermelha acendeu durante o voo, indicando que o avião espacial havia se desviado de sua trajetória original. A informação foi divulgada pelo jornalista Nicholas Schmidle, do The New Yorker.

Em nota, a Virgin disse que, apesar disso, “foi uma trajetória de voo controlada e intencional que permitiu a VSS Unity chegar ao espaço com sucesso e pousar com segurança em nosso espaçoporto no Novo México”. Em seu livro Test Gods (2021), Schmidle relata outra ocasião em que a segurança das operações da Virgin Galactic enfrentou problemas. Segundo o relato de um ex-funcionário, um voo de testes em 2019 enfrentou problemas potencialmente sérios com asa do avião.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos