Mercado abrirá em 1 h 4 min
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,45
    +0,69 (+0,82%)
     
  • OURO

    1.800,80
    +4,50 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    62.706,74
    +1.800,29 (+2,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.240,51
    +35,96 (+0,50%)
     
  • HANG SENG

    26.132,03
    +5,10 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.379,75
    +38,75 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5678
    -0,0130 (-0,20%)
     

Villeroy, do BCE, vê risco de não atingir meta de inflação no médio prazo

·1 minuto de leitura

PARIS (Reuters) - O atual aumento da inflação é em grande parte temporário e no médio prazo ainda há um risco de o Banco Central Europeu (BCE) não atingir sua meta de 2%, disse o presidente do banco central francês e membro do Conselho do BCE, François Villeroy de Galhau, nesta terça-feira.

"Estamos vigilantes, como eu disse, sobre quanto tempo duram as dificuldades na cadeia de abastecimento e não vamos fingir que sabemos hoje qual será a inflação em 2023", disse Villeroy, durante uma reunião com parlamentares franceses.

"Mas o risco de ficarmos atrás da nossa meta de inflação em vez de excedê-la continua", acrescentou.

(Por Leigh Thomas)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos