Mercado fechará em 3 h 38 min
  • BOVESPA

    129.582,32
    -625,64 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.894,20
    -135,34 (-0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,70
    +0,82 (+1,16%)
     
  • OURO

    1.858,10
    -7,80 (-0,42%)
     
  • BTC-USD

    40.133,78
    -364,39 (-0,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.000,03
    -10,58 (-1,05%)
     
  • S&P500

    4.245,57
    -9,58 (-0,23%)
     
  • DOW JONES

    34.254,28
    -139,47 (-0,41%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.071,00
    -53,75 (-0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1635
    +0,0320 (+0,52%)
     

Villeroy, do BCE, minimiza riscos de inflação e diz que política monetária deve permanecer muito expansionista

·1 minuto de leitura
Presidente do BC da França, François Villeroy de Galhau.

PARIS (Reuters) - François Villeroy de Galhau, autoridade do Banco Central Europeu, disse nesta terça-feira que não acredita haver "qualquer risco de um retorno duradouro da inflação" na zona do euro e que a política monetária do BCE deve permanecer muito expansionista.

"Atualmente, não há risco de um retorno duradouro da inflação na zona do euro e, portanto, nem é preciso dizer, não há dúvidas de que a política monetária do BCE permanecerá muito expansionista", disse Villeroy, que também é presidente do banco central da França, em um webcast do Cercle des Economistes.

Os rendimentos dos títulos dos Estados Unidos e da zona do euro subiram na semana passada depois que dados de preços ao consumidor norte-americano acima do esperado elevaram as preocupações sobre uma inflação sustentada.

(Por Sudip Kar-Gupta)