Mercado fechado

Vigilância Sanitária suspende lotes de água mineral de quatro fabricantes

(Pixabay)

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde do Rio de Janeiro suspendeu a venda de quatro lotes de água mineral no estado. De acordo com o órgão, as águas fabricadas pela Pedra Bonita, Terê, Divina e Acqua Futura apresentaram resultados insatisfatórios em análises de laboratório.

Confira os lotes suspensos:

  • Petra Bonita – data de fabricação de 17/05/2018 e data de validade de 17/08/2018
  • Terê – data de fabricação de 21/12/2017 e data de validade de 21/12/2018
  • Acqua Futura- data de fabricação de 07/06/2018 e data de validade de 07/09/2018
  • Divina – data de fabricação de 23/05/2018 e data de validade de 23/08/2018

De acordo com o  Laboratório Central Noel Nutels, responsável pela análise das amostras dos lotes, as águas apresentaram coliformes totais e/ou matérias estranhas.

Em nota, a Refrag – Refrescos e Águas Minerais Ltda., responsável pela água mineral natural Pedra Bonita, informou que pediu análise de contraprova e que o resultado foi considerado satisfatório. As outras empresas ainda não se manifestaram.