Mercado fechado

Videochamadas do Google Meet poderão ser acessadas pelo Zoom e vice-versa

O Google anunciou uma integração entre o Meet e o Zoom para permitir a participação em videoconferências por qualquer uma das plataformas. A interoperabilidade estará disponível ainda este ano e não deve ter nenhum custo adicional.

As reuniões poderão ser iniciadas diretamente pelo calendário ou a partir da inserção do código da videochamada. Os administradores podem habilitar o recurso para todos os dispositivos registrados na organização e liberar para dispositivos confiáveis, de fora da empresa, ingressarem sem pedir permissão.

Neste momento, somente usuários do Meet no ChromeOS poderão usar a interoperabilidade. Após os testes avançarem, outras plataformas também serão contempladas, com reuniões iniciadas tanto de um lado (Meet) quanto do outro (Zoom) via Android, Windows, Linux e macOS.

Você poderá acessar salas do Zoom pelo Google Meet e vice-versa (Imagem: Reprodução/Google)
Você poderá acessar salas do Zoom pelo Google Meet e vice-versa (Imagem: Reprodução/Google)

Essa é uma parceria inédita e um tanto quanto inusitada, afinal são duas rivais se unindo em prol do usuário. Para as organizações, trata-se de um baita anúncio para enfrentar a dificuldade de conexão com clientes, parceiros e fornecedores. Muitas reuniões virtuais ainda são realizadas, mesmo com o retorno ao modelo presencial, mas nem todos usam as mesmas ferramentas de comunicação.

Não é a primeira vez que o Meet une forças a um rival para beneficiar o consumidor. Em setembro do ano passado, foi firmada uma parceria semelhante com a Cisco Webex, oferecendo a interoperabilidade com dispositivos da empresa, usados para videoconferências empresariais.

Dispositivos de hardware Meet

O Google também anunciou a chegada de novos dispositivos Meet baseados no Android. O hardware Meet rodava sempre no ChromeOS, mas a Gigante das Buscas notou maior popularização do uso no Android. Agora, firmou parceria com a Poly e a Logitech para construir os primeiros aparelhos Meet criados sobre a plataforma de tablets e celulares.

As câmeras serão integradas a hardwares que rodam o Google Meet e o Zoom Meetings (Imagem: Reprodução/Poly)
As câmeras serão integradas a hardwares que rodam o Google Meet e o Zoom Meetings (Imagem: Reprodução/Poly)

A família Studio X da Poly inclui três câmeras Google Meet de tamanhos variados: Studio X30 para salas pequenas, Studio X50 para salas médias e Studio X70 para salas grandes. Os dispositivos vêm com recursos como enquadramento de câmera inteligente, filtro de ruído não verbal e um escudo que protege as chamadas de sons externos. A Poly lançará o primeiro lote de produtos Meet no início de 2023, ainda sem data marcada.

A Logitech também lançará seu Rally Bar e Rally Bar Mini integrado ao Google Meet no próximo ano. O primeiro atende a salas de médio a grande porte, enquanto o segundo focará em salas de pequeno e médio porte. A empresa promete entregar áudio cristalino, vídeo cinematográfico e outros recursos inteligentes avançados.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: