Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.552,44
    +12,61 (+0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.669,25
    +467,44 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,81
    -0,22 (-0,55%)
     
  • OURO

    1.922,70
    -6,80 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    12.869,46
    +1.812,45 (+16,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    257,38
    +12,49 (+5,10%)
     
  • S&P500

    3.435,56
    -7,56 (-0,22%)
     
  • DOW JONES

    28.210,82
    -97,97 (-0,35%)
     
  • FTSE

    5.776,50
    -112,72 (-1,91%)
     
  • HANG SENG

    24.754,42
    +184,88 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    23.474,19
    -165,27 (-0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.630,00
    -61,25 (-0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6510
    +0,0010 (+0,02%)
     

Vídeo mostra mulher sendo espancada por homem com socos na BA; polícia procura autor das agressões

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
A Polícia Civil de Ilhéus está procurando um homem identificado como Carlos Samuel Freitas Costa Filho (Foto: Reprodução)
A Polícia Civil de Ilhéus está procurando um homem identificado como Carlos Samuel Freitas Costa Filho (Foto: Reprodução)

Um homem, identificado como Carlos Samuel Freitas Costa Filho, está sendo procurado pela Polícia Civil de Ilhéus, na Bahia, depois de espancar uma mulher com socos. Um vídeo com o momento da agressão circula pelas redes sociais desde a noite de quarta-feira (14).

As imagens foram gravadas por um morador e mostram o agressor e a vítima na frente de uma casa. A mulher, que está encostada num carro com o homem na frente dela, pede diversas vezes para que ele deixe o local.

“Me solte e vá embora. Você acha que porque você é amigo de polícia. Eu vou dar queixa de você aqui, minha boca está do jeito que está”, disse a mulher.

Leia também

No vídeo, é possível ver o agressor pedindo para o autor do vídeo descer. A mulher, porém, diz para que o morador não faça isso. Logo depois, o agressor dá socos na mulher.

Segundo a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), Carlos Samuel é procurado por policiais. No entanto, não há mandado de prisão expedido contra ele.

A delegada titular Márcia Rezende disse ao G1 que a vítima não registrou boletim de ocorrência. Segundo jornal, o homem já responde por outros 10 crimes de violência contra outras mulheres.

O histórico de agressões de Carlos Samuel, segundo a delegada, é contra ex-namoradas e contra mulheres da própria família. Neste caso, porém, não há detalhes sobre a relação da vítima com o agressor.

Até por volta de 10h30 de quinta-feira (15), o suspeito não havia sido encontrado.