Mercado fechará em 27 mins

Victor e Léo negam boatos de retorno da dupla: "Só vamos tocar juntos quando quisermos"

Redação Vida e Estilo
·2 minuto de leitura

Em seu perfil no Instagram nesta terça-feira (15), Léo Chaves compartilhou um vídeo ao lado do irmão, Victor, explicando que os dois não pretendem retomar a dupla sertaneja. Após 27 anos de carreira, os dois se separaram definitivamente em 2019, afirmando que era hora de mudar a dinâmica profissional de ambos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"O legado que a gente deixou com a nossa música feita com tanto amor, carinho e tanta entrega por quase 30 anos é um legado que vai ficar para sempre. A gente vai e ele fica para quem quiser usufruir dele e é por isso que a gente não vai. A gente fica através da nossa arte. Por fim, nós nos amamos tanto que só cantamos juntos quando queremos", afirmou Victor.

Victor também explicou que não quer tocar com o irmão por obrigação. "Na hora que falamos 'vamos dar um tempo', é em comum acordo. Nos amamos e somos irmãos. Tem gente que diz assim: 'Se vocês forem irmãos, cantem juntos'. Não, a gente não tem que provar o amor. Ele acontece de forma natural assim como acontece com a gente. O resto é fofoquinha, não teve nada disso de diferenças pessoais”, completou.

Victor Chaves passou por uma polêmica ao ser condenado em primeira instância em 2019 por agredir a esposa, Poliana Bagatini Chaves, que estava grávida do segundo filho do casal.

O cantor Victor Chaves, que fez parte parte da dupla sertaneja Victor & Leo, foi condenado em primeira instância por agredir a esposa, em Belo Horizonte. Victor foi condenado a cumprir 18 dias de prisão em regime aberto, mas recorreu da decisão.

Veja também

O caso de agressão ocorreu há quase três anos, em fevereiro de 2017, e foi negado pelo cantor. Porém, imagens divulgadas somente agora, contradizem a versão dada até então e mostram Victor agredindo a esposa, Poliana Bagatini Chaves, grávida do segundo filho do casal na época. O sertanejo foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais por vias de fato, com pena de 18 dias em regime aberto, além do pagamento de indenização de R$ 20 mil reais à ex-mulher.

Na época, vídeos da agressão vazaram na web, mostrando Victor empurrando e chutando a ex-mulher. Em seguida, o sertanejo causou revolta ao gravar um vídeo satirizando o episódio.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube