Mercado fechará em 4 h 54 min
  • BOVESPA

    114.044,99
    -1.017,55 (-0,88%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -40,90 (-2,28%)
     
  • BTC-USD

    47.528,59
    -416,19 (-0,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.218,65
    -14,64 (-1,19%)
     
  • S&P500

    4.449,52
    -31,18 (-0,70%)
     
  • DOW JONES

    34.571,95
    -242,44 (-0,70%)
     
  • FTSE

    7.034,37
    +17,88 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.382,50
    -121,50 (-0,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1829
    -0,0131 (-0,21%)
     

Vice-presidente do BC do Japão alerta contra aperto monetário prematuro

·1 minuto de leitura
Vice-presidente do banco central do Japão, Masazumi Wakatabe

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O banco central do Japão deve evitar reduzir seu estímulo prematuramente e, em vez disso, estar pronto para aumentar o apoio monetário se a economia piorar, disse o vice-presidente do banco central, Masazumi Wakatabe, alertando para o aumento da incerteza causada pela pandemia de coronavírus.

Wakatabe disse não ver necessidade de flexibilizar a política monetária imediatamente, já que as exportações robustas e os gastos de capital sustentam a frágil economia do Japão ao compensarem o consumo fraco.

Mas ele acrescentou que o momento da recuperação será adiado, já que um salto nos casos da variante Delta do coronavírus ameaça a previsão anterior de que as vacinações constantes sustentariam o crescimento.

"Se os riscos se materializarem e levarem a uma severa desaceleração econômica, é claro que precisaremos considerar como responder com a política monetária", disse Wakatabe em uma entrevista coletiva nesta quarta-feira.

"As ferramentas a serem implementadas dependerão das condições econômicas do momento. Devemos e teremos os meios prontos para agir."

Wakatabe disse que o Banco do Japão deve evitar a redução do estímulo, mesmo que os custos das matérias-primas impulsionem a inflação ou o Federal Reserve mude para um ciclo de aperto monetário.

"É crucial evitar o aperto prematuro das condições monetárias expansionistas ao olhar apenas para movimentos de curto prazo no núcleo do índice de preços ao consumidor", disse Wakatabe, reforçando as expectativas de que o banco central ficará para trás de outras economias na reversão das medidas adotadas durante a crise.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos