Mercado fechará em 12 mins
  • BOVESPA

    111.526,28
    +853,52 (+0,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.333,47
    -69,23 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,25
    +1,29 (+1,55%)
     
  • OURO

    1.787,30
    +16,80 (+0,95%)
     
  • BTC-USD

    66.549,85
    +3.079,64 (+4,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.551,44
    +70,63 (+4,77%)
     
  • S&P500

    4.534,56
    +14,93 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    35.605,19
    +147,88 (+0,42%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.368,75
    -29,75 (-0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4541
    -0,0421 (-0,65%)
     

Vibra Enegia e governo do Espírito Santo contratam BNDES para estruturar venda da ES GÁS

·1 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Vibra Energia (ex-BR Distribuidora) e o governo do Espírito Santo contrataram nesta sexta-feira o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para estruturar a venda conjunta de ações da Companhia de Gás do Espírito Santo (ES GÁS), informou o banco em nota à imprensa.

Criada em 2018, a ES Gás é uma empresa de economia mista em que o Espírito Santo detém 51% do capital votante e a Vibra Energia os demais 49%. A companhia capixaba é responsável pela distribuição do gás natural canalizado no Estado, atuando em diversos segmentos, totalizando mais de 60 mil unidades consumidoras.

O BNDES coordenará o projeto, que visa a desestatização da empresa, durante todas as fases, que compreendem estudos e modelagem econômico-financeira, audiência pública, realização do leilão e assinatura do contrato entre o setor público e o parceiro privado.

"A Vibra e o Estado do Espírito Santo pretendem, por meio da contratação do BNDES, realizar processo de desestatização da ES GÁS, com a venda em conjunto de ações na referida companhia, o que deve trazer uma nova perspectiva de desenvolvimento das atividades de Gás no Estado, alinhada às novas iniciativas de crescimento do setor", disse em nota o diretor comercial de B2B da Vibra Energia, Bernardo Kos Winik.

"Vale destacar que o processo em questão contempla a realização de estudos para elaboração de modelagem de venda das ações, os quais, quando concluídos, serão oportunamente submetidos à deliberação do Conselho de Administração da Vibra."

(Por Marta Nogueira)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos