Mercado fechado

5 viagens bacanas por até R$ 5 mil

Marcos Santos/Usp Imagens

Por Carolina Maia

A vida é feita de muitos prazeres e, com certeza, um deles é viajar pelo mundo. Deixar a rotina de lado, mesmo que por um tempo é essencial para corpo e mente. Por isso abrir mão das férias ou de uma mera escapadinha que seja, não é algo que estamos dispostos nem em tempos difíceis. E, vamos combinar, o cenário atual no Brasil (e no mundo) não está nada inspirador, por isso uma boa viagem vai bem, obrigada. Então que tal começar a programar uma que caiba no seu bolso e não te deixe enrolado na volta?

Viajar não precisa custar uma fortuna, nem para lugares que as vezes olhamos e pensamos: nunca na vida, só sendo rico. Optando por não ir durante a alta temporada, planejando com antecedência, pesquisando bem, pegando dicas, buscando promoções e, claro, parcelando, dá para fechar uma viagem bem bacana por até R$ 5.000, por exemplo. E com o aéreo já incluso no valor. Não acredita? Então confira esta seleção de 5 destinos e roteiros que montamos e prepare-se para arrumar as malas!

  1. Cidade do México
Reprodução

Cidade mais antiga do hemisfério ocidental, a capital do México é fortemente influenciada pela história e cultura dos povos pré-hispânicos. Uma das maiores metrópoles do mundo, é marcada pela convivência harmônica entre o sofisticado e o simples. Passeios culturais impressionantes, patrimônios da humanidade, bons restaurantes e vida noturna agitada são apenas algumas de suas atrações, já que ela tem opções para todos os gostos e bolsos.

Entre os principais pontos turísticos, destacam-se o centro histórico, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, que abriga uma das maiores igrejas da América Latina, além do Palácio Nacional, sede do Poder Executivo Federal do México. Outro passeio que não pode ficar de fora do roteiro é ir a Basílica de Guadalupe – um dos santuários mais visitados do mundo. Bem como a famosa Casa Azul, antiga residência da pintora mexicana Frida Kahlo e de seu marido, o muralista e pintor Diego Rivera (ingresso a 150 pesos mexicanos, cerca de R$ 26). Para finalizar, a dica é investir no tour por Teotihuacán, que fica a cerca de 50 quilômetros da cidade, abrigando as famosas e enigmáticas pirâmides astecas (ingresso a 70 pesos mexicanos, cerca de R$ 12).

Deu vontade de conhecer? De acordo com a agência de viagens online, Viajanet, é possível encontrar passagens ida-volta (partindo de São Paulo) por R$ 1. 630 – já com taxas inclusas. E na hora de se hospedar, não é preciso ficar em qualquer biboca. Dependendo do período dá até para se hospedar num 5 estrelas. Em outubro o hotel Eurostars Zona Rosa Suites tem diárias especiais a R$ 230. A média de gasto na cidade, por dia, é de cerca de R$ 90. Ou seja, optando por meses como outubro e novembro, uma viagem de 4 a 5 dias é super em conta.

2. África do Sul

Reprodução

O país reserva inúmeras possibilidades, sendo a maior parte delas em meio a belezas naturais. Da perfeita mescla entre metrópole com o astral de município litorâneo da Cidade do Cabo, destino aos pés da icônica Table Mountain. Ao agito e movimento de Johanesburgo, centro econômico e maior cidade da África do Sul. A, claro experiências únicas junto a natureza, o que vale para um clássico safári. O Parque Nacional Kruger é destas experiências únicas na vida. Na divisa com Moçambique, é famoso por sua diversidades e densidade de animais. Búfalos, elefantes, girafas, hipopótamos, leões, leopardos e zebras são apenas algumas das possibilidades de encontro durante um passeio.

Aos que não quiserem ter trabalho, a LATAM Travel, conta com um pacote de 8 noites por R$ 4.025,15 – a partir de 10x. Com saída em 28/09, inclui aéreo ida e volta, 3 noites com café da manhã na Cidade do Cabo + 2 noites em Johanesburgo + 2 noites na área do Parque Nacional Kruger com meia-pensão, safári no Kruger, tour panorâmico em Petrória, visita a Blyde River Canyon e transfer na Cidade do Cabo e de Johanesburgo para o Kruger.

3. Las Vegas

Reprodução

Muita gente tem impressão de que a Cidade do Pecado, como é conhecida, é muito cara, só para quem pode. Não é bem assim. Claro, o destino dos muitos cassinos tem sim sua pompa, mas é repleto de luxo acessíveis. E, o melhor abriga todos os estilos de pessoa e você pode ser quem quiser. Afinal de contas, já diz o ditado local: o que acontece em Vegas, fica em Vegas! Para ir nem é preciso contar com a sorte. Vira e mexe rola promoção de passagem. Em outubro, por exemplo, na semana do feriado de Nossa Senhora Aparecida, há passagens ida-volta a partir de R$ 3.163.

Na hora de se hospedar a média do custo é bem menor do que a maioria dos destinos dos Estados Unidos. Ou seja, uma boa oportunidade de ficar num hotel de luxo e não pagar tão caro. Você consegue se hospedar em um de classificação AAA FIVE-Diamond como o ARIA ou o Bellagio, por menos de US$ 200. Ou outros hotéis AAA FOUR-Diamond como The Cosmopolitan of Las Vegas, MGM Grand Hotel and Casino, Palms Place Hotel and Spa, The Venetian Las Vegas, por cerca de US$ 100/150 – em períodos de baixa temporada.

Se alimentar também não é nenhum absurdo. E, na hora da diversão, tem várias atrações em conta. A entrada das baladas também não é tão cara assim se você pensar no calibre dos DJs (todos os dez maiores do mundo estão lá, e muitos outros). As entradas ficam entre US$ 20 e US$ 45 nas top baladas – os preços são diferentes para homens e mulheres.

4. Jamaica

Reprodução

Caribe é sempre uma ótima opção. Que tal então variar dos destinos clichês e descobrir os encantos da terra natal de Bob Marley? Por lá não tem como não entrar na onda de uma de suas mais famosas canções: Three Little Birds. Pois não há mesmo com o que se preocupar. Tudo fica bem. Aliás, muito bem aproveitando praias de areia branquinha e mar de águas cristalinas e azul profundo. O país conta com dois aeroportos, ou seja, duas opções de voos: a capital Kingston e Montego Bay. E para ambas cidades dá para encontrar na baixa temporada passagens ida-volta por cerca de R$ 2.700.

Em Negril, mais próximo a Montego Bay, você pode se hospedar em um hotel boutique que se estende ao longo das falésias de Pristine Cove. Um paraíso com vista para o mar caribenho, o Rockhouse ainda está situado em meio a jardins tropicais. Um dos primeiros hotéis construídos nas falésias de Negril, tem em sua história hóspedes ilustres, inclusive o Rei do Reggae. Bem como Bob Dylan e os Rolling Stones. Os preços por pessoa/noite começam a partir de US$ 95 para a baixa temporada (que vai até 14/12). Durante a alta temporada, de dezembro a abril, os preços sobem para US$ 180.

Na hora de comer, que tal uma experiência bem “secreta” e em conta? Essa é a ideia do Murphy’s West End onde se tem uma das melhores refeições na Jamaica. Em uma cabana pintada com cores vibrantes, logo depois do farol, passa longe da ostentação. No entanto, oferece um dos melhores jerk (estilo culinário típico) da ilha. Neste pequeno esconderijo gastronômico dá para provar – e se deliciar – com pratos típicos como ackee, saltfish e callaloo. Eles também servem camarões e lagostas jamaicanas (sazonalmente) no almoço e no jantar. Qualquer que seja a pedida, uma boa e gelada cerveja Red Stripe vai bem.

Entre as atrações que poderiam parecer caríssimas está cavalgar sob as águas minerais da Jamaica. A Rhodes Hall Plantation reúne num só lugar vários tipos de paisagens e uma biodiversidade estonteante. Tanto para experientes quanto para quem está começando a andar a cavalo, cada visitante recebe atenção especial e atendimento individual dentro de um pequeno grupo para uma experiência super personalizada. O percurso dura em torno de uma hora e meia e custa US$ 70 (adulto) e US$ 35 (criança).

5. Bali

Puri Uluwatu Villas/ Reprodução

Viajar para a Ásia parece algo caríssimo à primeira vista. Mas tal impressão passa quando se tem destinos como Indonésia, com um baixo custo terrestre. Isso porque, 100 Rupia indonésia são R$ 0,02! De fato o aéreo não é dos mais baratos, ainda mais se comparado a outros destinos. Mas, com planejamento dá para encontrar promoções ou um pacote todo montadinho que cabe no bolso. Entre março e abril há passagens ida-volta por cerca de R$ 4.500. Na ponta do lápis passa um pouco do nosso orçamento sugerido, mas não tanto se pensar que dá para ficar uma semana curtindo o paraíso – e de frente pro mar.

Aliás, Bali é uma ótima pedida para ir a dois. Cidade, natureza, praia, montanha, vulcão e espiritualidade – de tão exótica meche com o imaginário. O custo médio por dia nesta paradisíaca ilha é cerca de R$ 65. E não é preciso ficar em hotéis baratinhos. Em Ubud, onde Liz Gilbert viveu e encontrou o amor no livro Comer, Rezar, Amar, no romântico Suly Resort, Yoga & Spa a diária para dois, de uma suíte standard com vista para os famosos campos de arroz sai R$ 110. Um upgrade e a deluxe fica por R$ 228 – com café da manhã.

Já na região de Semyniak, o hotel Putu Bali Villa tem um pacote de lua de mel que garante 3 noites na Deluxe Pavilion Villa por US$ 237 Entre os benefícios estão: café da manhã, uma garrafa de vinho e frutas tropicais da estação no quarto na chegada, voucher de drinque de boas-vindas, uma massagem de 1h no spa, wi-fi, um jantar romântico, 15% de desconto no consumo de bebidas e comidas do restaurante, transfer de retorno para o aeroporto e day use no último dia até às 18h. Quem preferir ficar em Uluwatu, encontra além de praias paradisíacas, diária a partir de R$ 128 na mais VIP suíte do Puri Uluwatu Villas.