Mercado abrirá em 3 mins

Via Varejo pode estudar oferta de ações, mas não há nada definido

Adriana Mattos e Rita Azevedo

Além disso, segundo o diretor-presidente da companhia, "não faria sentido algo nessa linha” O comando da Via Varejo disse nesta terça-feira que a companhia pode vir eventualmente analisar alguma oferta de ações, mas neste momento não há uma discussão a respeito, considerando o baixo preço do papel em bolsa.

valor

“Todo dia a empresa recebe soluções [como oferta de ações], mas a empresa ainda está barata, não faria sentido algo nessa linha”, disse o diretor-presidente, Roberto Fulcherberguer. Ele disse que a empresa pode vir a estudar uma oferta, mas não tem nada definido.

A companhia precisa manter investimentos para o processo de recuperação dos resultados e, sem uma entrada de capital por meio de oferta, a empresa foi questionada por jornalistas como manterá os investimentos. O grupo informou que os investimentos programados do ano sairão do caixa, porque no quarto trimestre a rede voltou a gerar caixa, e também das linhas de crédito no mercado.

Os investimentos de 2020 previstos devem variar de R$ 700 milhões a R$ 800 milhões, acima da média de R$ 500 milhões a R$ 600 milhões, segundo cálculos do Valor.

A Via Varejo disse ainda que não há negociação do direito de uso da marca Extra.com em andamento. Na semana passada, o comando do Grupo Pão de Açúcar (GPA) disse que a negociação “está indo”, afirmou Peter Estermann.