Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    18.880,48
    -14,04 (-0,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Via Varejo compra startup i9XP, mira ampliar base de vendedores no marketplace

Por Aluisio Alves
·2 minuto de leitura

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - A Via Varejo anunciou nesta quinta-feira a compra de 100% da startup especializada em comércio eletrônico para o varejo i9XP, buscando acelerar a entrada de novos vendedores em seu marketplace.

Em comunicado, a Via Varejo afirmou que o movimento "faz parte da estratégia de aceleração da transformação digital". O valor da transação não foi revelado.

Com sede em São Paulo, a i9XP tem 155 funcionários, sendo 120 desenvolvedores, uma das características que motivaram a aquisição, disse o presidente-executivo da Via Varejo, Roberto Fulcherberguer.

Segundo o executivo, a compra vai fechar deficiências que hoje impedem a Via Varejo de admitir ao seu marketplace um volume maior de vendedores.

"Por que ainda não tenho 30 mil 'sellers'? Porque a minha tecnologia não permite", afirmou Fulcherberguer à Reuters.

Atualmente, a companhia dona das marcas Casas Bahia e Ponto Frio tem cerca de 8 mil vendedores em seu marketplace e tem ampliado essa base em cerca de 600 novos por mês.

O anúncio ilustra a intensa movimentação de grandes empresas brasileiras de varejo para fortalecerem suas estruturas de comércio eletrônico, segmento que ganhou impulso neste ano na esteira das medidas de isolamento social para conter a pandemia da Covid-19, que fechou lojas físicas por meses.

Um dos maiores competidores da Via Varejo, o Magazine Luiza também tem anunciado várias aquisições no setor, buscando ampliar a capacidade de negócios dos 32 mil vendedores cadastrados em seu marketplace.

A própria Via Varejo anunciou em abril a compra da startup curitibana ASAPlog, especializada em soluções de logística urbana e conexão de transportadoras. Em maio, concluiu a aquisição da fintech BanQi.

Embora não tenha citado um prazo para expansão de sua base atual, Fulcherberguer disse que a companhia considera que terá um sortimento adequado quando tiver ao redor de "15 mil bons vendedores" na plataforma. A expectativa é de que a i9XP esteja totalmente integrada à Via Varejo no primeiro trimestre de 2021.