Mercado fechará em 1 h 46 min
  • BOVESPA

    107.243,76
    +996,61 (+0,94%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.240,38
    +846,35 (+1,68%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,43
    +1,84 (+1,68%)
     
  • OURO

    1.838,70
    +22,80 (+1,26%)
     
  • BTC-USD

    30.257,03
    +1.308,01 (+4,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    673,18
    +20,95 (+3,21%)
     
  • S&P500

    3.914,15
    -9,53 (-0,24%)
     
  • DOW JONES

    31.319,77
    -170,30 (-0,54%)
     
  • FTSE

    7.302,74
    -135,35 (-1,82%)
     
  • HANG SENG

    20.120,68
    -523,62 (-2,54%)
     
  • NIKKEI

    26.402,84
    -508,36 (-1,89%)
     
  • NASDAQ

    11.939,50
    +4,00 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1809
    -0,0374 (-0,72%)
     

Viúva Negra | Quase metade do público assistiu filme em cópia pirata

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A polêmica relacionada ao lançamento turbulento de Viúva Negra, em meio a uma pandemia e com taxa extra para ser assistido via streaming, ganhou mais um contorno com o dado de que 40% dos espectadores do longa recorreram à pirataria para assistir ao filme. O número, inclusive, é semelhante ao total de pessoas que foram aos cinemas assistir ao longa, que acabou se tornando o blockbuster da Marvel com menor arrecadação de 2021.

A informação foi divulgada em uma apresentação feita pela rede de cinemas Cinépolis durante a CinemaCon, evento do mercado que está acontecendo nesta semana nos EUA. Segundo a empresa, apenas 19% da audiência assistiu ao filme no Disney+, pelo finado sistema Premier Access, enquanto 41% das pessoas foram aos cinemas assistir à atração — taxa praticamente igual aos 40% que tornaram Viúva Negra o terceiro filme mais pirateado de 2021.

A informação caminha ao lado de estimativas da própria Disney, que em janeiro já havia afirmado ter perdido mais de US$ 600 milhões em bilheterias e taxas de streaming por conta da pirataria. A ideia é que o lançamento do longa em boa qualidade amarrado ao pagamento de uma taxa adicional levou à maior facilidade de acesso e interesse dos usuários pelo download, que já vinha apresentando números em alta por conta do estado de isolamento social causado pela disseminação da covid-19.

Mesmo nos cinemas, os números não foram satisfatórios para os executivos. Ainda que Viúva Negra tenha registrado, quando foi lançado em julho de 2021, a maior bilheteria desde o início da pandemia, a arrecadação caiu 67% na segunda semana. No total, foram US$ 379 milhões obtidos em todo o mundo, atrás de outros lançamentos pandêmicos como Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (US$ 432 milhões), Eternos (US$ 402 milhões) e o todo poderoso Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa (US$ 1,8 bilhão).

O lançamento atribulado também teve outros reflexos danosos. Enquanto veio como uma boa notícia para os usuários a extinção do Premier Access, a taxa extra por lançamentos do Disney+ que no Brasil era de R$ 69,90, a chegada simultânea ao streaming também levou a gigante a ser processada pela atriz Scarlett Johansson (História de um Casamento), que exigiu ser compensada pela perda nas bilheterias. As partes acabaram chegando a um acordo de valor não divulgado, fora dos tribunais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos