Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.351,62
    +1.135,20 (+2,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.482,37
    +46,58 (+3,24%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Verizon vai vender Yahoo e AOL por US$5 bi

·2 minuto de leitura
.

(Reuters) - A Verizon está se desfazendo de seus negócios de mídia, incluindo marcas icônicas como Yahoo e AOL, por 5 bilhões de dólares. Assim, a empresa encerra uma empreitada cara e mal sucedida pelo mundo da mídia e publicidade.

Apesar de gastar mais de uma década e bilhões de dólares construindo um grupo estável de marcas na internet, a empresa de telecomunicações tem lutado para fazer progressos em um espaço de publicidade na internet altamente competitivo, dominado por Facebook e Google.

Tendo baixado 4,6 bilhões de dólares do valor dos negócios em 2018, a Verizon receberá apenas 4,25 bilhões em dinheiro da empresa de private equity Apollo Global, juntamente com interesses preferenciais no valor de 750 milhões de dólares e uma fatia de 10% no setor, cerca de 50% do que pagou por elas.

A ação conclui uma série de acordos, dentre eles o que a Verizon vendeu a plataforma de blogging Tumblr em 2019 por uma quantia não revelada e o site de notícias HuffPost ao BuzzFeed no ano passado.

O setor de mídia, que anteriormente se chamava Oath e foi recentemente renomeado Verizon Media, se chamará Yahoo quando o negócio for fechado por volta do segundo semestre de 2021, e continuará a ser comandado por Guru Gowrappan.

Para a compradora Apollo, o negócio chega em um momento em que as grandes plataformas da internet ocupam grandes porções do mercado de publicidade digital, atraindo análises regulatórias minuciosas sobre suas práticas.

A Verizon buscou compradores para o Yahoo Finance em 2019, e projeções da indústria avaliaram o negócio em cerca de 2 bilhões de dólares, ante os 4,48 bilhões de dólares que a Verizon gastou no Yahoo em 2017, apostando que seus mais de 1 bilhão de usuários seriam um público para anúncios online. Ela comprou o serviço de e-mail AOL por 4,4 bilhões de dólares em 2015.

(Por Eva Mathews e Subrat Patnaik em Bengaluru)