Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.351,21
    +954,75 (+2,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Verizon estaria negociando com Samsung para levar Exynos com AMD aos EUA

·3 minuto de leitura

Mesmo após anos de críticas pelo desempenho abaixo do esperado e elevado aquecimento, a Samsung conseguiu voltar as atenções para seu próximo chipset Exynos graças à parceria que estabeleceu com a AMD para trazer GPUs Radeon aos celulares.

Confirmado para contar com uma versão adaptada da microarquitetura RDNA 2, também conhecida como mRDNA, a novidade promete desempenho inigualável em jogos e cargas de trabalho de processamento gráfico pesado, ponto reforçado pelos números impressionantes vistos em supostos testes vazados.

Ao que parece, a performance é elevada o suficiente para que a gigante sul-coreana fosse capaz de atingir empresas em mercados que tradicionalmente recebem as variantes com Snapdragon da linha Galaxy. Ao menos é o que indica o rumor mais recente publicado pelo leaker Tron, que sugere um esforço por parte da operadora norte-americana Verizon em ter acesso ao novo Exynos.

Verizon negocia para levar Exynos com AMD aos EUA

Segundo as informações, a Samsung já tem um planejamento preliminar de quais mercados receberão o Galaxy S22 com Snapdragon 898, e quais receberão a variante com Exynos 2200 — Tron destaca, no entanto, que as decisões ainda não são definitivas, e podem mudar até o lançamento do aparelho. Na maior parte, a distribuição deve seguir a situação atual, mas há mudanças de destaque.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O chip da Qualcomm deve ser disponibilizado nos EUA, China, Índia e sudeste asiático, enquanto a solução proprietária da marca chegaria à Europa, América do Sul (incluindo o Brasil) e "outras regiões". A primeira diferença surge no mercado coreano, que voltaria a receber o modelo com Snapdragon, mas são a China e os EUA que protagonizam a situação mais curiosa.

Tudo indica que a Verizon estaria tentando negociar com a Samsung para que a variante com Exynos fosse levada ao mercado norte-americano, que costuma receber apenas o modelo com Snapdragon. Acredita-se que existam múltiplos motivos para isso, incluindo o conhecido aquecimento dos chips, um acordo comercial com a Qualcomm, além da estrutura de rede dos EUA, ainda muito baseada no sistema CDMA em vez do amplamente adotado GSM.

Os rumores indicam que o desempenho elevado do Exynos 2200 teria incentivado operadoras a negociar a comercialização do chip em países que recebem o Snapdragon (Imagem: Divulgação/Samsung)
Os rumores indicam que o desempenho elevado do Exynos 2200 teria incentivado operadoras a negociar a comercialização do chip em países que recebem o Snapdragon (Imagem: Divulgação/Samsung)

O acordo teria razões óbvias — a vantagem massiva de desempenho que o novo Exynos estaria apresentando. Esse também seria o motivo pelo qual a chinesa China Telecom estaria negociando a comercialização do Galaxy S22 com o chip proprietário da marca de maneira exclusiva.

Situação coloca pressão na Qualcomm e na própria Samsung

Ainda segundo Tron, a alta demanda pelo Exynos 2200 estaria pressionando não apenas a Qualcomm, que teria o chip inferior desta vez, como também a própria divisão de semicondutores da companhia, a Samsung LSI. A unidade de TI e comunicações mobile da marca (IM), também envolvida com a fabricação da linha Galaxy, estaria solicitando que o preço da unidade da plataforma seja reduzido.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A IM também estaria conversando com a Qualcomm, utilizando a busca pelo Exynos com AMD como contexto para solicitar um desconto nos pedidos do Snapdragon 898, e já teria conseguido uma oferta mais generosa. Junto à baixa produção, possivelmente em virtude da complexidade do processador, esse seria outro ponto a causar estresse à liderança da Samsung SLI.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos