Mercado fechado

Vereadores de cidade na Paraíba são presos suspeitos de forjarem seminário para viajar com dinheiro público

O presidente da Câmara Municipal está entre os vereadores presos (Foto: MPRS)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Grupo gastou R$ 69 mil só em diárias e já havia viajando em anos anteriores

  • Presidente da Câmara e mais 10 foram presos, além de um contador da Casa

Uma operação chamada 'Natal Luz', do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB), prendeu onze vereadores e um contador da Câmara Municipal de Santa Rita (PB). O grupo é suspeito de forjar um seminário de capacitação em Gramado, no Rio Grande do Sul, para viajarem até o local usando dinheiro público.

Em entrevista à TV Cabo Branco, o delegado Allan Terruel explica que o MP começou a suspeitar da viagem dos vereadores quando ao perceber que a empresa que organizou a viagem é da cidade de Sergipe. Além da Gaeco da Paraíba, participaram da operação a Gaeco do Rio Grande do Sul e a Polícia Civil de Sergipe.

"Monitoramos todas as atividades dos vereadores e de todas as pessoas que os acompanhavam. A polícia civil fez o levantamento da empresa que estaria responsável pelo suposto seminário e pela viagem, e foram confeccionados dois relatórios", conta o delegado.

Leia também

Só em diárias, o grupo gastou R$ 69 mil. Não é a primeira vez que a empresa organizadora do evento falso recebe dinheiro da Câmara Municipal de Santa Rita: em 2019, houve um repasse de R$58.200, e outro de R$ 49.200 em 2018.

Os vereadores já participaram de outros congressos capacitantes em Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraná. Os reembolsos das diárias dos vereadores da atual gestão foram subindo ano a ano: em 2017, foram R$ 316.711,88. Em 2018, o valor subiu para R$ 425.780,00, e em 2019 já foram R$ 585.492,24 do dinheiro público custeando viagens dos suspeitos.

Os vereadores presos foram o presidente da Câmara Anesio Alves de Miranda Filho, Brunno Inocencio da Nóbrega Silva, Carlos Antônio da Silva, Francisco de Medeiros Silva, Diocélio Ribeiro de Sousa, Francisco Morais de Queiroga, João Evangelista da Silva, Ivonete Virgínio de Barros, Marcos Farias de França, Sérgio Roberto do Nascimento e Roseli Diniz da Silva.