Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.417,48
    -243,90 (-0,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Venezuela vai prender policiais que encerrarem mineração de Bitcoin

·2 minuto de leitura
Governo da Venezuela coloca pressão sobre atividades de Bitcoin
Governo da Venezuela coloca pressão sobre atividades de Bitcoin

A Venezuela determinou que vai prender policiais que descumpram as novas medidas em relação às fazendas de mineração de Bitcoin, principalmente quando em inspeções.

Na América Latina a Venezuela foi o primeiro país a regular a mineração de Bitcoin, colocando até o exército para minerar criptomoedas. Além disso, o governo de Nicolás Maduro criou a Sunacrip (Superintendência de Criptoativos e Atividades Relacionadas da Venezuela), que fiscaliza e regula o setor.

Essa repartição pública pode definir regras ao setor de criptomoedas na Venezuela e quando acionada, deve responder a dúvidas sobre o assunto.

Em alguns casos de apreensões de equipamentos de mineração utilizados sem autorização, é a Sunacrip que recebe as máquinas e dá uma finalidade para elas. Ou seja, tudo relacionado ao mercado de criptomoedas é centralizado nesta repartição, que agora poderá penalizar agentes da lei.

Venezuela poderá prender policiais que encerrarem fazendas de mineração de Bitcoin sem autorização da Sunacrip

Sofrendo com embargos dos Estados Unidos, o governo atual da Venezuela encontrou um setor fundamental no Bitcoin para manter sua economia girando e negociar com outros países aliados sem ser interrompida.

Como não é possível censurar transações de Bitcoin, o país começou a aceitar a moeda até para o pagamento de impostos e criou sua divisão de mineração com a energia local.

Essa realidade, contudo, é totalmente vigiada pelo governo, que impõe a população interessada em minerar a obrigação de realizar um registro de atividade, sob pena de ter seus equipamentos apreendidos.

No entanto, a situação vai ficar dura também para os policiais do país que se depararem com equipamentos de minerar Bitcoin, visto que o governo da Venezuela, por meio da Sunacrip, afirmou que vai prender os agentes que fizerem operações sem a presença ou autorização de responsáveis da repartição.

O novo documento afirma que os policiais poderão pegar entre 3 e 5 anos de prisão caso sejam flagrados.

Vale notar que o documento foi assinado pelo Major General Juan Carlos Du Boulay Perozo, que assumiu o cargo de segundo comandante do exército em julho de 2021, mostrando que chegou promovendo mudanças no setor de criptomoedas.

Outro que assinou o documento é o major general Domingo Hernández Larez, que é o terceiro homem na linha de comando da Venezuela, atrás apenas de Nicolás Maduro e seu ministro de Defesa, ou seja, as novas mudanças são impactantes.

Além disso, o documento foi endereçado aos oficiais locais de todos os estados, sendo agora uma realidade nacional.

“A Venezuela continua avançando na consolidação da indústria de mineração digital de criptomoedas. O Sunacrip é a entidade responsável por todas as políticas do sistema Criptoativo Nacional”.

Documento divulgado pela Sunacrip afirma que policiais podem ser presos na Venezuela
Documento divulgado pela Sunacrip afirma que policiais podem ser presos na Venezuela

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos