Mercado abrirá em 1 h 49 min

Vendas do varejo recuam 30,5% em maio, mas mostram melhora ante abril, diz Cielo

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas no varejo brasileiro caíram 30,5% em maio na comparação com um ano antes, mas mostraram trajetória de recuperação frente a abril deste ano, quando medidas de isolamento social se mostraram mais intensas, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela empresa de meios de pagamento Cielo.

"Como destaque no mês (de maio), o setor de Supermercados e Hipermercados apresentou a maior alta, enquanto os setores de Móveis, Eletro e Lojas de Departamento e Vestuário apresentaram maiores recuperações", disse o diretor de inteligência da Cielo, Gabriel Mariotto, em comunicado ao mercado.

Os dados, que são apurados na forma do índice ICVA, são recolhidos junto a 1,5 milhão de comerciantes clientes das soluções de meios de pagamento da Cielo, maior empresa do setor no país.

Segundo a companhia, comparadas a abril, as vendas no varejo de maio mostram uma "recuperação em todas as regiões, com exceção da região Norte que apresentou comportamento similar ao mês anterior".